Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, quarta, 19 de dezembro de 2018

AUTOCRÍTICA

Faltou controle a diretores de estatais durante governos do PT, diz Haddad

13 OUT 2018Por FOLHAPRESS14h:00

O candidato do PT à Presidência, Fernando Haddad, reconheceu na manhã deste sábado (13) que faltou controle interno nas estatais para combate à corrupção durante os governos petistas.

Questionado sobre declarações do senador derrotado no Acre Jorge Viana em entrevista à Folha de S.Paulo, segundo quem faltou autocrítica ao partido, Haddad disse que todo dia faz críticas a equívocos cometidos pelo partido e aliados, mas sempre apontando saídas.

O presidenciável citou, como exemplo, a controladoria interna implantada no Ministério de Educação, pasta que comandou por sete anos. Ele disse que pretende estender o modelo às estatais.

"Faltou controle interno das estatais. Os diretores ficaram soltos para promover corrupção e enriquecer", disse Haddad, frisando ser um enriquecimento individual desses diretores.

Instado a apontar culpados, o candidato disse que cabe à Justiça dar a palavra final, depois da conclusão do processo.

Haddad voltou a desafiar o adversário Jair Bolsonaro para o debate, ainda que com regras estabelecidas pelo cabo reformado. Chamado de fantoche de Lula por Bolsonaro, o petista comentou: "um cara que bate continência para a bandeira americana não tem moral para falar de outra pessoa", reagiu. 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também