Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, domingo, 18 de novembro de 2018

falta de provas

Fachin manda arquivar denúncia
contra José Orcírio na Lava Jato

Delatores disseram que deputado recebeu dinheiro para campanha de Vander

20 JUL 2017Por DA REDAÇÃO04h:00

Denúncia contra o deputado federal José Orcírio Miranda dos Santos, o Zeca do PT, foi arquivada ontem pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) e relator dos processos da Operação Lava Jato, Luiz Edson Fachin.

Para quitar despesas da campanha eleitoral de 2004, o petista e na época governador de Mato Grosso do Sul teria feito repasses de caixa dois. A acusação consta na delação premiada da publicitária Mônica Moura — esposa do marqueteiro João Santana. 

À Polícia Federal, Mônica relatou que a campanha do então candidato a prefeito de Campo Grande, deputado federal Vander Loubet (PT) “teve um caixa 2 bem grande”.

O casal foi contratado para fazer o marketing do PT em diversas disputas eleitorais, inclusive esta, do qual o ex-governador é acusado de efetuar o pagamento irregular. 

No contrato de quase R$ 4 milhões, a maior parte foi paga por fora pelo Zeca do PT e o ex-senador Delcídio do Amaral.

“Foi feito um contratinho mínimo com o PT local”, disse a publicitária. Ainda conforme ela, Delcídio pagava o caixa 2 pessoalmente, pois “nunca deixou ninguém pagar por ele”.

Já Zeca do PT tinha um intermediário para  os pagamentos. À Justiça Eleitoral, Vander Loubet informou que o trabalho dos marqueteiros custou R$ 250 mil.

*Leia reportagem, de Tavane Ferraresi, na edição de hoje do jornal Correio do Estado.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também