ATUAÇÃO POLÍTICA

Estudante de Chapadão do Sul <br>disputará prefeitura nos EUA

Luis Andrade tem 21 anos e apoia Donald Trump
12/08/2017 05:30 - DA REDAÇÃO


 

Com apenas 21 anos, o brasileiro Luis Andrade lançou campanha para se tornar prefeito de Fort Smith, no Arkansas (EUA).

A eleição acontece apenas em novembro de 2018, mas ele já está trabalhando para chegar ao seu objetivo.

O republicano é vereador do município desde janeiro deste ano. Participa do “Conselho de Advisors” do presidente Trump desde agosto de 2016 e foi escolhido ao cargo por tê-lo apoiado durante a campanha. 

“É um conselho onde eu, uma vez por semana, entro em contato com a Casa Branca e falo para eles quais os problemas que a população da minha área estão reclmando mais e o que acho que eles devem fazer. Praticamente dou a minha opinião na maneira como ele deve governar”, explica Luis. 

O rapaz chegou aos Estados Unidos com 15 anos para estudar. “Já vim com a intensão de ficar e então servi ao exército. Me formei na universidade e estou cursando Ciência Políticas”.

Os pais dele, Heberton e Cristiane Andrade, moram em Chapadão do Sul. “Vou todo ano, se possível duas vezes, para Chapadão. Adoro a cidade e amo o Brasil. Tudo que conquistei hoje e minha educação e amor devo aos meus pais. Acho que é e sempre será meu maior triunfo”. 

*Leia reportagem, de Gabriela Couto, na edição de sábado/domingo do jornal Correio do Estado.

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".