Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

INTERIOR

Eleitores de Japorã escolhem novo prefeito neste domingo

Apenas um candidato está na disputa, após impedimento de postulante
01/12/2019 07:51 - YARIMA MECCHI


 

Os 5.586 eleitores de Japorã, interior de Mato Grosos do Sul vão as urnas neste domingo (1º) para escolherem o novo prefeito do município. De acordo com o Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul (TRE-MS) apenas um nome concorrer a administração da cidade, Paulão Franjotti (PL), atual vereador. 

As eleições estão sendo realizadas porque em outubro o então prefeito, Vanderlei Bispo (PTB), o vice Gilvan Perin (PSDB), além da vereadora Daiana Franzoni (PRP) tiveram o afastamento do cargo determinado pelo TRE. Com os afastamentos, o presidente da Câmara Municipal, Franjoti (assumiu o cargo até a realização de uma nova eleição.

Para concluir o mandato que vai até 31 de dezembro de 2020, a corte marcou para domingo o pleito que vai escolher o novo chefe do Executivo municipal e seu respectivo vice. Também foi determinado que a Câmara dê posse ao suplente da vereadora afastada.

HISTÓRICO
Bispo, Perin e Daiana foram condenados pelo juiz da 33ª Zona Eleitoral, Guilherme Henrique Berto de Almada, por captação ilícita de sufrágio nas eleições municipais de 2016.

Em sua decisão, o magistrado considerou ter havido uso da máquina administrativa para promoção pessoal, desvio de verbas públicas para uso em campanha, distribuição de cestas básicas a famílias indígenas, reforma de poço artesiano em assentamento, simulação de compras de uniformes escolares e simulação de reforma de um prédio público.

Ambos recorreram ao TRE, que manteve a cassação dos mandatos. Em seguida, eles recorreram ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que negou recurso e determinou a execução imediata da decisão da corte estadual.

Felpuda


As pré-candidaturas bizarras estão se espalhando nas redes sociais, nos perfis de quem acredita que esse tipo de “campanha eleitoral” poderá resultar em votos e até levar à conquista de uma vaga na Câmara Municipal de Campo Grande. Se antes isso era visto apenas no horário eleitoral na TV, agora está se espalhado como erva daninha nas redes. Como diria vovó: “Esse povo ainda se acha!” Afe!