Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, quarta, 21 de novembro de 2018

Compra de político

Eike diz que pagou R$ 1 milhão para
Crivella desistir de eleição

2 SET 2017Por FOLHAPRESS14h:00

O empresário Eike Batista revelou ter repassado R$ 1 milhão para Marcelo Crivella ficar de fora da disputa para a Prefeitura do Rio em 2012.

De acordo com o empresário, o pedido foi feito pelo ex-governador Sérgio Cabral, um dos principais aliados de Eduardo Paes, então prefeito.

Os detalhes do pagamento fazem parte da proposta de delação de Eike. A informação foi publicada pela "Veja" e confirmada pela Folha de S.Paulo.

No relato, Eike foi informado por Paes que o pagamento teria que ser feito via caixa dois para Crivella desistir de concorrer. Em 2012, o atual prefeito do Rio ensaiou lançar candidatura, mas recuou.

Na ocasião, Paes foi reeleito, no primeiro turno, por 2,09 milhões de cariocas (64,6% do total de votos válidos).
Marcelo Freixo (PSOL) ficou em segundo lugar, com 28,15% dos votos. Rodrigo Maia recebeu 2,94% dos votos, Otavio Leite teve 2,47% e Aspásia Camargo, 1,27%.

O advogado de Eike, Fernando Martins, informou que não se manifestará sobre notícias desconexas e seletivas publicadas supostamente com base em informações prestadas por Eike Batista.

Em uma rede social, Crivella chamou a notícia de "sem pé nem cabeça". Em um vídeo postado na rede, ele alega que não concorreu naquela eleição porque era ministro da Pesca e pediu para as pessoas não considerarem "essa bobagem, calúnia, infâmia".

A defesa do ex-governador afirmou que a informação é falsa. Segundo o advogado, Cabral não participou, mesmo indiretamente, de qualquer negociação do tipo. Já Paes não se manifestou.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também