Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Assine a Newsletter

GOVERNO

Dilma diz que ninguém vai tirar a legitimidade do voto

Presidente disse que "ninguém vai tirar a legitimidade" do voto conquistado

7 AGO 15 - 19h:00AGENCIA BRASIL

A presidente Dilma Rousseff disse hoje (7), em Boa Vista, durante cerimônia de entrega de 747 casas do programa Minha Casa, Minha Vida, que respeita a democracia no Brasil, que sabe suportar pressões e prometeu respeitar e honrar o voto que recebeu da população. No discurso, ela afirmou que "ninguém vai tirar a legitimidade" do voto conquistado e que se dedicará, “com grande empenho” nos próximos meses e anos do mandato, para “assegurar a estabilidade política” do país.

No pronunciamento, a presidente reconheceu que o Brasil passa por dificuldades e concordou que falta muita coisa para ser feita. Para Dilma, o país hoje é “robusto”, tem reservas internacionais e avançou muito ao tirar milhões de pessoas da pobreza extrema e transformar a sociedade brasileira.

“Antes, a gente era, principalmente, país só de pessoas bem pobres. Hoje, somos país de classe média. Podem ter certeza de que me dedicarei, dia e noite, hora por hora, a garantir que o país saia o mais rápido possível de suas dificuldades”, acrescentou a presidente.

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

REFORMA

Reformas tributária e administrativa podem ir juntas ao Congresso

Bolsonaro está com a delegação em missão na Índia
MUDANÇAS

Senado manteve em 2019 veto à propaganda partidária na TV e rádio

Maia quer instalação de comissão da reforma tributária na primeira semana de fevereiro
BRASÍLIA

Maia quer instalação de comissão da reforma tributária na 1ª semana de fevereiro

De segurança pública, Moro não entende nada, diz governador do DF
ENTREVISTA

De segurança pública, Moro não entende nada, diz governador do DF

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião