Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Assine a Newsletter

BRASÍLIA

Deputados federais focam agenda em 'interesses municipais'

11 JAN 20 - 18h:00ESTADÃO CONTEÚDO

O principal assunto tratado em agendas de deputados no segundo semestre de 2019 foi "interesses municipais", seguido de política partidária e eleições. A constatação faz parte de levantamento realizado pelo movimento Transparência Partidária, com base em postagens realizadas entre agosto e outubro nos perfis oficiais dos parlamentares no Facebook. Os pesquisadores usaram palavras-chave como "reunião", "em agenda", "estive com" e "acompanhei".

Além disso, assuntos mais ligados à esquerda, como reuniões com associações de classe, organizações não governamentais e entidades da sociedade civil foram mais tratados por deputados de partidos de centro-direita. O deputado que mais se reuniu com associações de classe foi Giovani Cherini (PL-RS), que foi filiado ao PDT por 28 anos e teve atuação ligada a cooperativas e sindicatos.

Por outro lado, dos três deputados que mais trataram de privatização, dois são do PT e um é do PSOL. Parlamentares argumentam que isso aconteceu porque, em geral, participaram de encontros com críticas à venda de bens públicos.

Já o ranking dos que mais de reuniram com ONGs é ocupado pelos deputados Eduardo Barbosa (PSDB-MG), Giovani Chierini (PL-RS), Marcelo Ramos (PL-AM) e Carlos Gomes (PRB-RS).

De acordo com o levantamento, seis a cada dez compromissos de parlamentares são reuniões com políticos, grupos organizados ou eleitores, enquanto o restante se divide em visitas, entrevistas e eventos.

Para o diretor executivo do Transparência Partidária, grupo responsável pelo levantamento, o cientista político Marcelo Issa, a falta de transparência das agendas de parlamentares dificulta que grupos de interesses contrários a determinada agenda tenham acesso às discussões e possam participar os debates apresentando seus argumentos aos parlamentares. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

POLÍTICA

Expansão de chapas coletivas deve continuar em eleições deste ano

Pacote anticrime pode beneficiar presos durante Operação Omertà
LEI

Pacote anticrime pode beneficiar presos durante Operação Omertà

Bolsonaro exonera secretário especial da Cultura, Roberto Alvim
BRASÍLIA

Bolsonaro exonera secretário especial da Cultura, Roberto Alvim

POLÊMICA

Secretário de Cultura cita frase do nazista Goebbels em vídeo

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião