Campo Grande - MS, terça, 21 de agosto de 2018

de olho nas urnas

Dagoberto convida juiz para
se filiar ao PDT em 2018

Odilon de Oliveira só vai se pronunciar depois de aposentadoria

5 AGO 2017Por GABRIELA COUTO05h:30

Durante a cerimônia de posse do vereador Odilon de Oliveira Junior (PDT) para o comando municipal do partido, na tarde de quinta-feira, o presidente regional da sigla, deputado federal Dagoberto Nogueira, convidou publicamente o pai do novo presidente, o juiz federal Odilon de Oliveira, a ingressar na sigla após sua aposentadoria e concorrer às eleições de 2018 como candidato a governador do Estado.

O magistrado não participou do evento, mas seu nome é cotado pela cúpula para o projeto do ano que vem. A campanha seria pautada no trabalho desenvolvido por Odilon e focado na segurança para Mato Grosso do Sul. Mas até o momento o juiz não se manifestou.

Ele deve anunciar o futuro político após dezembro ou janeiro, quando encerra sua carreira jurídica. 

Quem também foi convidado foi o presidente da Caixa de Assistência dos Servidores do Estado de Mato Grosso do Sul (Cassems), Ricardo Ayache (PSB). Ele esteve presente na cerimônia e foi chamado por Dagoberto para compor a chapa majoritária, pelo cargo de senador da República.

No entanto, Ayache reforçou nesta sexta, durante entrevista à reportagem, que não deve aceitar. “Estou bem no PSB”. O médico também desconversou sobre a possibilidade de disputar alguma vaga em 2018.

“Não tem nada decidido ainda. Temos que fazer um debate mais amplo para o País e para o Estado. Não temos ainda nem a regra do jogo”, acrescentou, se referindo à possível reforma política que vai ser validada na próxima eleição. 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também