Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Assine a Newsletter

reforma política

Comissão mantém mandato de
10 anos para ministros do Supremo

10 AGO 17 - 17h:53FOLHAPRESS

A comissão especial que discute a PEC da reforma política manteve artigo do relatório que estabelece mandatos de dez anos para ministros de tribunais superiores, como o STF (Supremo Tribunal Federal).

Hoje, o mandato é vitalício, com aposentadoria compulsória aos 75 anos. O ministro Alexandre de Moraes, empossado no Supremo em 2017, por exemplo, poderá permanecer no tribunal pela regra atual por 26 anos.

O relatório do deputado Vicente Cândido (PT-SP) aprovado na quarta (9), estabelece ainda que os cargos de juiz eleitoral terão mandatos de quatro anos, vedada a recondução imediata.

Em votação simbólica na comissão nesta quinta-feira (10) foi mantido o texto do relator. O PSDB havia apresentado destaque pedindo a supressão dos artigos que tratam da matéria.

O presidente da comissão, deputado Lucio Vieira Lima (PMDB-BA), afirmou que as regras só valem para ministros empossados após uma eventual aprovação da PEC (Proposta de Emenda à Constituição).Para ser aprovada, são precisos 308 votos em plenário.

REFORMA

Na quarta-feira (9), a comissão aprovou o texto do relatório de Vicente Cândido, criando um fundo público de R$ 3,6 milhões para financiar as campanhas eleitorais.

Os deputados também aprovaram, por 17 a 15, o "distritão", substituindo o atual sistema proporcional.
Nesta quinta (10), a comissão vota emendas que podem alterar o texto do relator. Foram aprovadas emendas que mantêm os cargos de vice-presidente, vice-governadores, vice-prefeitos e suplentes de senadores.

Os parlamentares também retiraram da PEC o artigo que dava aos dirigentes partidários o poder de distribuir o dinheiro direcionado ao partido por meio do fundo público, cuja existência foi mantida.

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Bolsonaro volta a defender indulto natalino a policiais
BRASÍLIA

Bolsonaro volta a defender indulto natalino a policiais

Bolsonaro nega mudanças na equipe ministerial e elogia Weintraub
BRASÍLIA

Bolsonaro nega mudanças na equipe ministerial e elogia Weintraub

Em ato de filiação de prefeita, Delcídio anuncia pré-candidatura ao governo em 2022
ELEIÇÕES

Em ato de filiação de prefeita, Delcídio diz que vai disputar governo em 2022

"Um companheiro de vida", diz viúva de Juvêncio durante velório
DESPEDIDA

"Um companheiro de vida", diz viúva de Juvêncio durante velório

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião