ELEIÇÕES 2020

Boom em ato de filiação do PSL vai depender do tempo, diz Trutis

Novo ato acontece noi próximo dia 17
11/08/2019 16:58 - EDUARDO PENEDO


O Partido Social Liberal (PSL) está contando com São Pedro para ajudar a dar um “boom” no ato de filiação da sigla que vai ocorrer no dia 17 deste mês na maioria das cidades de Mato Grosso do Sul.” Hoje, nós temos pelo menos 20 mil filiados e a nossa expectativa o maior número de fichas, mas também vai depender do clima se no dia tiver uma frente fria ou chuva vai descer um pouco o número de fichas”, explica o presidente municipal da sigla, deputado federal Loester Trutis.   

As principais lideranças da sigla vão se dividir entre as cidades do Estado para incentivar a filiação de novos integrantes para a agremiação. A senadora Soraya Tronicke participa do ato nacional de filiação do PSL nas cidades de Dourados e Ponta Porã e região. Já o deputado estadual Capitão Contar participa do evento em Três Lagoas e as cidades adjacentes e o deputado federal Loester Trutis participa do evento em Campo Grande e cidades próximas. 

As cidades confirmadas para fazer parte desse grande ato de filiação são: Campo Grande, Dourados, Ponta Porã, Três Lagoas, Corumbá, Bonito, Coxim, Itaporã, Nova Andradina, Mundo Novo e Jardim. 

O presidente municipal da sigla  Loester Trutis explicou que em algumas cidades o evento que está marcado para o dia 17 será feito em outros dias para que possa contar com a presença dos eleitos nas eleições de 2018. “Em Corumbá o ato de filiação será no dia 21 de setembro que é o aniversário da cidade. Já em Aquidauana o evento acontecerá dez dias depois do ato nacional. Isso aconteceu a pedido dos diretórios municipais para que todos os eleitos possam participar”, explica o parlamentar.  

O ato de filiação nacional da agremiação acontece aqui em campo Grande no dia 17 de agosto, às 17h, no diretório do partido que fica na rua Manoel Ignácio de Souza, 55, no bairro Santa Fé.

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".