Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

BRASIL

Bolsonaro sanciona lei com crédito suplementar para ministérios

18 OUT 19 - 12h:19AGÊNCIA BRASIL

O presidente Jair Bolsonaro sancionou nesta quinta-feira (17) a lei que remaneja pouco mais de R$ 3 bilhões do Orçamento Fiscal da União em benefício de órgãos do Poder Executivo. Dentre os órgãos que receberão esse crédito suplementar, estão os ministérios do Desenvolvimento Regional (R$ 1 bilhão), da Saúde (R$ 732 milhões) e da Defesa (R$ 541,6 milhões).

Os recursos eram originalmente destinados à educação e à infraestrutura. O Ministério da Educação perdeu cerca de R$ 1,16 bilhão, no entanto ainda receberá R$ 230 milhões desse valor, redirecionados para a própria pasta. O Projeto de Lei foi aprovado pelo Congresso Nacional em sessão conjunta realizada em 9 de outubro.

“O crédito aprovado será financiado a partir do cancelamento de dotações orçamentárias, não gerando custo adicional aos cofres públicos. Por se tratar de simples remanejamento de dotações, a Lei não afeta o cumprimento do Teto de Gastos nem a obtenção de resultado primário”, disse o Palácio do Planalto, em nota.

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Bolsonaro decide sair do PSL e fundar novo partido
BRASÍLIA

Bolsonaro decide sair do PSL e fundar novo partido

PRESSÃO POPULAR

Ao anunciar renúncia, Evo Morales diz que "se confirma o golpe de Estado"

Líder anunciou sua saída do cargo ontem
Presidente da Bolívia, Evo Morales anuncia sua renúncia
PRESSÃO

Presidente da Bolívia, Evo Morales anuncia sua renúncia

Senado pode concluir votação da PEC paralela da Previdência na terça-feira
BRASÍLIA

Senado pode concluir votação da PEC paralela da Previdência na terça-feira

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião