Campo Grande - MS, segunda, 20 de agosto de 2018

estratégia JURÍDICA

Azambuja tenta impedir início de
investigação do caso JBS no STJ

Ele pediu a Laurita para aguardar decisão do STF sobre a nulidade da delação

8 JUN 2017Por DA REDAÇÃO04h:00

A defesa do governador Reinaldo Azambuja (PSDB) entrou com pedido no Superior Tribunal de Justiça (STJ) para tentar impedir início de investigação enquanto o Supremo Tribunal Federal (STF) não decidir sobre a petição requerendo a punição dos irmãos Joesley e Wesley Batista, a nulidade da delação dos empresários e a troca de relator do caso, hoje nas mãos do ministro Edson Fachin. 

Como relator da Lava Jato no STF, Edson Fachin está sendo questionado por estar deliberando sobre as delações dos donos da JBS.

O despacho de Fachin foi levar o pedido de Azambuja para o plenário do Supremo. Ainda não há data para a petição ser apreciada pelos demais ministros.

Para o advogado do chefe do Executivo estadual, Guilherme Passarelli, agora resta aguardar as decisões dos juízes. Neste novo pedido encaminhado ao STJ, a argumentação serve também para definir quem vai seguir adiante com a apuração dos fatos.

A decisão sobre aguardar ou não a posição do STF está nas mãos da presidente do STJ, ministra Laurita Vaz. A defesa explica que não há previsão de data para a apreciação do pedido.

*Leia reportagem, de Gabriela Couto, na edição de hoje do jornal Correio do Estado.

Leia Também