Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, sexta, 16 de novembro de 2018

escândalo

Azambuja pede a condenação dos
donos da JBS e nulidade de delação

Governador requereu ainda ao STF retirada do processo de Fachin

7 JUN 2017Por DA REDAÇÃO07h:00

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) a punição dos donos da JBS, irmãos Joesley e Wesley Batista, por serem líderes de organização criminosa e, consequentemente, a nulidade da delação envolvendo o seu nome no escândalo de pagamento de propinas em troca de incentivos fiscais. O caso está nas mãos do ministro Celso de Mello.

Além disso, o governador requereu o desmembramento da delação da JBS  no âmbito da Operação Lava Jato. Com isto, ele quer tirar o caso do gabinete do ministro Edson Fachin. O pedido foi remetido para análise dos 11 ministros da Corte.

Para a defesa, o governador sofreu ato abusivo de autoridade e o caso precisa ser revisto pelo STF. A expectativa é que o pedido de liminar seja avaliado em até sete dias pelo ministro Celso de Mello.

O magistrado ainda pode entender que o acordo é irregular e anular a delação. Ele ainda pode estender a decisão a todos os envolvidos no processo ou restringir os efeitos apenas para Azambuja.

Fachin já remeteu o pedido para a presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, mas não há data para a decisão. 

*Leia reportagem, de Gabriela Couto, na edição de hoje do jornal Correio do Estado.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também