Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

GUERRA AO TRÁFICO

PRF apreende mais de 100kg de cocaína e maconha em Ponta Porã

Ação aconteceu durante fiscalização na BR-463
05/09/2019 11:27 - RAFAEL RIBEIRO


 

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu na quarta-feira (4), 31 quilos de cocaína e 76 de maconha em duas abordagens no município de Ponta Porã.

Na primeira apreensão, os agentes, em frente à Unidade Operacional da PRF, no km 68 da BR-463, abordaram um VW/Gol, placas de Dourados. O motorista, de 24 anos, e o passageiro, de 26, mostraram-se nervosos com a presença dos policiais.

Após uma vistoria minuciosa ao veículo, a equipe encontrou a droga escondida em tabletes no painel do carro. Ao todo, 31 Kg ( trinta e um quilos) do entorpecente foram descobertos.

Os presos confessaram terem comprado a droga no Paraguai e levariam até Uberaba (MG). Disseram também que receberiam R$ 8.000 (oito mil reais) pelo serviço.

Na segunda ocorrência, no mesmo local, a equipe abordou outro VW/Gol Cli, com placas de Suzano (SP). O condutor, de 29 anos, estava acompanhado de outros dois homens, de 28 e 26.

Os agentes fiscalizaram o veículo e encontraram tabletes de maconha escondidos em uma caixa de som e no assoalho do porta-malas. Após pesagem, totalizou 76 Kg da droga.

Com o flagrante, os envolvidos confessaram que vieram de Guarulhos (SP) até o Paraguai, onde compraram o ilícito e pretendiam voltar para a cidade de origem. O serviço de transporte serviria para quitar uma dívida com traficantes.

Os presos, os veículos e os entorpecentes foram encaminhados à Polícia Federal em Ponta Porã.

Felpuda


Sindicalista defende o fim de mordomias e privilégios dos políticos e dos integrantes de outros Poderes, conforme divulgação feita por sua assessoria. Para ele, está na hora de se colocar um basta nessa situação, questionando, inclusive, o número de parlamentares e de assessores. Entretanto, não demonstra a mesma aversão por aqueles dirigentes de sindicatos que se perpetuam no poder e que comandam mais de uma entidade, assim como ele. Afinal, o exemplo deve vir de casa, né?