Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

INTERIOR

Polícia prende funcionária de atacadista suspeita de desviar R$ 1,1 milhão

Suspeita foi demitida e fugiu para cidade do Paraná
20/09/2019 17:14 - ADRIEL MATTOS


A Polícia Civil de Mato Grosso do Sul prendeu em Rolândia (PR) uma mulher de 44 anos suspeita de desviar R$ 1,1 milhão de um atacadista de Naviraí, cidade no sudeste do estado. Ela teve a prisão preventiva decretada pela Justiça a pedido do delegado Eduardo Lucena.

Segundo as investigações, o caso começou a ser investigado após uma auditoria apontar um desfalque. A funcionária era responsável pelo pagamento de todos os fornecedores da empresa, e se aproveitou do acesso que tinha no setor para praticar o crime. Foram praticados mais de 300 furtos, totalizando um prejuízo de R$ 1,1 milhão.

Ela chegava a fazer várias transferências por dia, e abriu ontas em seu nome e de alguns familiares, para receber pagamentos que, na documentação que passava pela primeira checagem da direção da empresa, constava nomes de diversos fornecedores. Após a descoberta da fraude, a mulher foi demitida.

Após ser dispensada, ela fugiu para a cidade paranaense. Presa, ela deve ficar em uma penitenciária de Naviraí. Se condenada, ela pode cumprir pena de dois a oito anos por furto qualificado pelo abuso de confiança. Neste caso, há ainda agravante do crime ter sido cometido por diversas vezes, o que levaria a um aumento da pena.

Felpuda


Mensagens trocadas por aí mostram que deverá “virar moda” políticos anunciarem que testaram positivo para a Covid-19. E sem medo de dizer que isso é porque o presidente Jair Bolsonaro anunciou ter sido infectado, e aí essa tchurminha estaria interessada também em ganhar holofotes. Porém, ressaltam que, como não se pode duvidar de coisa séria, o jeito é desejar “restabelecimento”. E não deixam de lembrar que o risco é a população descobrir que não fazem a menor falta. Essa gente...