Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

SEGURANÇA

Nova Polícia Penal do Estado recebe veículos para o transporte de presos

Veículos são climatizados e têm tecnologias de monitoramento por câmera e comunicador interno.
28/05/2020 14:44 - Thiago Gomes


 

A Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen/MS) recebeu sete veículos para o transporte de presos. Todas as viaturas já estão adesivadas com a identificação da nova Polícia Penal, conforme a Emenda Constitucional 104/2019, aprovada e promulgada pelo Congresso Nacional para criar a Polícia Penal federal, estaduais e distrital. Em todo o país, a nova corporação é composta pela transformação dos cargos de agentes penitenciários.

Conforme a Agepen, os novos veículos foram entregues na cidade de Mogi das Cruzes (SP) nesta quarta-feira e conduzidas ao Mato Grosso do Sul por uma equipe de policiais penais da agência estadual.

MS é um dos sete estados contemplados pelo Departamento Penitenciário Nacional (Depen) com viaturas modernas tipo furgão-cela adquiridas para aperfeiçoamento na segurança do transporte de detentos. Elas seguem os padrões do Depen e normativos Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária. Têm capacidade para transportar oito pessoas privadas de liberdade, além da equipe de escolta. Os veículos são climatizados e têm tecnologias de monitoramento por câmera e comunicador interno.

De acordo com o presidente da Agepen, Aud de Oliveira Chaves, “estas viaturas, além de reforçar a segurança, contribuirão para dar celeridade na condução de internos às audiências, aos hospitais e em transferências a outras unidades penais”. Os veículos serão destinados conforme necessidade apontada pela Diretoria de Operações da repartição.  

Entre os critérios técnicos para a seleção dos Estados beneficiados com a doação, segundo o Departamento Penitenciário Nacional, está o número de estabelecimentos penais, população carcerária e demanda indicada.  Ao todo, o Depen adquiriu 100 furgões para repasse, contemplando também nesse primeiro lote São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Paraná, Goiás e Santa Catarina.

 

Felpuda


Figurinha começou a respirar aliviada, embora ainda esteja na corda bamba. Isso porque mudou de mãos o processo cuja sentença poderá mandá-la para casa definitivamente. Assim, pela “jurisprudência” com a qual o “analista” é conhecido, pode ser que o resultado seja bastante favorável, permitindo que a então desesperada pessoa continue com o assento em Brasília. Vamos ver!