Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CAMPO GRANDE

Homem tenta estuprar sobrinho de 12 anos na Capital

Menino ainda foi agredido e forçado a assistir filme pornográfico
11/09/2019 16:30 - ALÍRIA ARISTIDES


 

Um auxiliar de serviços gerais de 40 anos foi detido após tentar estuprar o próprio sobrinho, de 12 anos, na última terça-feira (10). O crime aconteceu em Campo Grande na casa do suspeito, quando o homem puxou o garoto pelo pescoço para dentro da residência e obrigou o menino a ver filmes pornográficos enquanto o molestava e proferia ameaças. 

A criança saia pela manhã de casa quando foi abordado pelo tio, que mora no mesmo terreno. O homem o agarrou pelo pescoço e obrigou o menino a entrar dentro de casa. No local, a vítima foi forçada a ver filme pornográfico enquanto o criminoso o molestava. Segundo o relato feito pelo garoto à polícia, durante o ato o homem proferiu diversas ameaças contra a vida da vítima e da sua família, além de dizer que faria com ele o mesmo que acontecia no filme. O menino ainda tentou fugir, mas foi fisicamente agredido. 

O agressor só parou quando a mãe da vítima chegou ao local. A cena do garoto sendo arrastado para dentro da casa do tio foi presenciada por uma prima do menino, que avisou a mãe do garoto. Ao ser alertada, a doméstica de 38 anos se dirigiu até o local e também foi atacada pelo homem, chegando a ser esfaqueada nas mãos. 

Após ser acionada por moradores locais, a Polícia Militar prendeu em flagrante o homem, que foi encaminhado para a Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca). Segundo registros policiais, o auxiliar de serviços teria surtado dentro da cela da delegacia, arrancado as próprias roupas e ameaçado matar os familiares após sair da prisão. 

Nos depoimentos dados pelas vítimas, o homem, que teria histórico de surtos e agressividade, é descrito como perigoso. A mãe e o adolescente falaram que o mesmo era usuário de drogas e se dizia membro da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC). A mulher alegou sentir medo do homem e decidiu entrar com pedido de medida protetiva contra o agressor. 

O auxiliar de serviços gerais permanecerá em custódia após decisão feita em audiência que aconteceu na manhã de hoje (11). Ele responderá pelos crimes de estupro de vulnerável, ameaça, lesão corporal dolosa e satisfação lascívia mediante presença de criança ou adolescente.

 

 

Felpuda


Paixão política que extrapola o bom senso, chega nas redes sociais e se transforma em baixaria pode resultar em prejuízo no bolso. Isso foi o que aconteceu com autor de texto nada elogioso contra colega por diferenças em apoio a candidatos nas eleições de 2016. O dito-cujo foi condenado a pagar indenização de R$ 7 mil, com correção monetária e juros mensais a partir da publicação da sentença, além dos honorários advocatícios. Detalhe: os adversários daquela época hoje andam de braços dados. Pode?