Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

PRIMEIRA NOITE

Em toque de recolher, Guarda Metropolitana fecha 33 estabelecimentos e recolhe 68 moradores

Guardas foram as ruas para garantir que não se formassem aglomerações
22/03/2020 10:26 - Adriel Mattos, Fábio Oruê


Nesta primeira noite em que foi instaurado o toque de recolher em Campo Grande, a Guarda Civil Metropolitana (GCM) encontrou 33 estabelecimentos comerciais abertos após às 22h - horário estabelecido pelo decreto do prefeito Marcos Trad (PSD) - os orientando a encerrar as atividades. 

O toque de recolher foi decretado devido ao surto do novo coronavírus, que já tem 19 casos confirmados na Capital, segundo divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde (Sesau). De acordo com a GCM, nenhum empresário apresentou resistência à abordagem das equipes. 

 
 

Além disso, os cerca de 100 guardas abordaram 46 pessoas, que também foram orientadas a seguir para casa. Conforme o decreto, durante o horário determinado, fica terminantemente proibido a circulação de pessoas, exceto a circulação quando necessária para acesso aos serviços essenciais e sua prestação, comprovando-se a necessidade ou urgência, como pessoas que precisam ir até uma unidade de saúde, farmácias ou supermercados, ou trabalhadores do turno da noite e madrugada.

 
Guarda Civil Metropolitana fez abordagens e orientações durante o toque de recolher - Divulgação
 

Nestes casos em que a locomoção é justificada, o indivíduo deverá estar, preferencialmente sozinho, sem acompanhante. Dentre os abordados, três menores de idade e um jovem foram encaminhados ao Centro Especializado da Polícia Integrada (Cepol) por tráfico de drogas na Região Lagoa.

Ademais, outros 68 moradores que estavam em aglomeração em frente de residências foram orientados a se recolher. Na manhã de hoje, o prefeito fez um pronunciamento em frente à Prefeitura aos guardas e aos fiscais da Secretaria de Meio Ambiente e Gestão Urbana. Na ocasião, ele recomendou que estabelecimentos que não respeitarem o toque de recolher - que tem duração de 15 dias - devem ser fechados e podem ter o alvará cassado. 

 

Felpuda


As conversas vêm acontecendo muito, mas muito reservadamente mesmo, e dão conta de que suplente poderá receber convocação, assumir a titularidade do cargo e por lá ficar por tempo indeterminado. Como é óbvio, tem gente jurando que nunca ouviu nem sequer falar sobre o assunto. O motivo não seria nada ligado a possíveis atos de irregularidades, mas sim por problemas de ordem pessoal.