Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

OPERAÇÃO PROCLAMAÇÃO DA REPÚBLICA

De soldado a gestante, acidentes no feriadão deixaram três mortos em MS

Em operação, PRF registrou 19 acidentes e autuou 1.699 pessoas por infrações
18/11/2019 17:47 - GLAUCEA VACCARI


 

Feriado prolongado de Proclamação da República teve 19 acidentes, que deixaram três pessoas mortas nas rodovias federais que cortam Mato Grosso do Sul. É o que aponta balanço divulgado hoje pela Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Operação foi realizada em todas as rodovias federais do Estado de quinta-feira (14) até às 23h59 deste domingo (17). Durante os quatro dias, foram fiscalizados 4.709 veículos e 5.730 pessoas. Dos 19 acidentes, cinco foram graves e resultaram em 23 feridos e três mortes.

Primeiro acidente com morte aconteceu no sábado (16), na BR-267, entre Nova Andradina e Nova Alvorada do Sul. Colisão envolveu um carro Space Fox e uma carreta Baú.

Suspeita é que a motorista do carro de passeio tenha dormido ao volante e atravessado a faixa, invadindo o sentido oposto da pista, causando a colisão frontal. Os dois filhos da condutora, uma criança de 11 anos e uma jovem, de 19, que estava gestante de sete meses, morreram no local.

A carreta tombou após a colisão e a pista ficou interditada, sendo liberada no início da noite de sábado. O condutor da carreta se feriu levemente e teste do bafômetro deu resultado negativo.

Já o segundo acidente aconteceu por volta das 6h de domingo. O soldado do Exército Brasileiro  Rivaldo Azambuja de Souza, 19 anos, morreu ao colidir a moto que conduzia na traseira de uma caminhonete S10, na BR-060, em Campo Grande.

Motorista da caminhonete afirma que trafegava pela rodovia e reduziu a velocidade para passar por um quebra-molas existente no local. No momento que passava pelo redutor de velocidade, sentiu um forte impacto na traseira do veículo e desceu para verificar o que ocorreu, quando viu Rivaldo caído ao lado da porta do passageiro. Ele morreu no local.

No mesmo período do ano passado, foram 22 acidentes, sendo seis graves, 34 pessoas feridas e quatro mortes.

INFRAÇÃO

Além dos acidentes, 1.699 pessoas foram autuadas por infrações de trânsito. Maioria dos casos ocorreu por ultrapassagem indevida, com 258 flagrantes, mas também foram registrados 87 passageiros sem cinto de segurança, 63 motoristas sem o cinto e 24 crianças sendo transportadas sem o devido dispositivo de segurança, que são cadeirinha, assento de elevação ou bebê conforto.

Testes do bafômetro foram feitos em 2.959 motoristas e resultou em 35 autuados por constatação de embriaguez, 13 autuados por recusa em fazer o teste e 17 presos pós o bafômetro acusar índice expelido maior que 0,30mg/L de álcool por litro de sangue.

Felpuda


Figurinha começou a respirar aliviada, embora ainda esteja na corda bamba. Isso porque mudou de mãos o processo cuja sentença poderá mandá-la para casa definitivamente. Assim, pela “jurisprudência” com a qual o “analista” é conhecido, pode ser que o resultado seja bastante favorável, permitindo que a então desesperada pessoa continue com o assento em Brasília. Vamos ver!