PARANAÍBA

Ao descobrir caso, policial ambiental mata esposa e suposto amante

Mulher foi morta na frente do filho do casal
06/10/2019 14:44 - DA REDAÇÃO


Um policial militar ambiental matou a esposa de 32 anos e um corretor de imóveis na noite deste sábado (5) em Paranaíba, cidade no leste de Mato Grosso do Sul. Segundo o site JP News, o militar descobriu que a esposa e o corretor mantinham um suposto caso extraconjugal.

Capturas de tela de mensagens entre as vítimas foram enviadas para o policial. Em seguida, ele verificou o telefone celular da esposa e não encontrou nada que comprovasse o suposto caso. Sem encontrar nada, ele foi atrás do corretor.

Ao encontrar o homem, ele disparou um tiro contra o peito da vítima. Ela correu e foi baleada novamente nas costas. O militar foi em seguida atrás da esposa, e a matou na frente do filho do casal. Após cometer o crime, o policial fugiu, de acordo com o site O Interativo.

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".