Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

ARTIGO

Venildo Trevizan: "Palavras e atitudes"

Venildo Trevizan: "Palavras e atitudes"
20/07/2019 02:00 -


As palavras podem influenciar as pessoas a se posicionarem diante dos fatos e dos acontecimentos. Mas o que realmente transforma são as atitudes. Existem muitos com filosofias e ideologias abundantes e sugestivas. Faltam os mestres que, com suas atitudes, transformem os ambientes e as mentes.

É fácil constatar que nesse mundo há lugar para todos os pensantes. Há especialmente lugar para quem acredita na força das atitudes que podem influenciar mudanças de comportamentos e transformações  de mentalidades. Tudo pode acontecer. Tudo podemos influenciar e sugerir os mais diversos comportamentos.

Sabemos que existem atitudes positivas e atitudes negativas. E o ser humano convive com essa realidade. Pode usar seus talentos criando atitudes de acolhida, de amor, de misericórdia e de esperança. Pode, por outro lado,  tomar atitudes contrárias a tudo isso. Poderá influenciar para a solidão, para o fechamento em si mesmo e criar um mundo próprio no pensar e no agir. Tudo depende da consciência pessoal.

Mas, como seres pensantes que somos, olhamos para a sociedade em que estamos inseridos e constatamos que recebemos de Deus uma missão. Somos enviados a usar os dons pessoais em proveito do bem comum. Somos chamados a sair de nós mesmos e irmos ao encontro de tantos homens e mulheres que se encontram à beira do caminho da paz e da alegria, do perdão e da comunhão.

Somos enviados como mensageiros e missionários convictos na fé, sorridentes na esperança e privilegiados no amor. Somos enviados a testemunhar as convicções assimiladas na meditação da palavra de Deus e na convivência entre irmãos.

Somos desafiados em nossa fé. Somos provocados em nossa disponibilidade em deixar o comodismo e abraçar o heroísmo, fazendo-nos semeadores da sabedoria de nosso Deus e Pai. E nele depositar nossa confiança e nossa fidelidade.

Assim sendo, o comodismo desaparecerá e o medo será superado. A fé crescerá e as atitudes se clarearão. E iremos de casa em casa anunciando o amor acompanhado da paz. E, onde houver acolhida, haverá comunhão. E, onde não houver acolhida, haverá o respeito e se buscará outra solução. Isso porque o reino de Deus não pode morrer. Precisa acontecer.

Esse reino acontecerá na medida em que seus participantes se sentirem conscientes de sua missão e o expressarem por suas atitudes. Atitudes que revelem comunhão íntima com a verdade que brota de um coração feliz.

Felizes serão aqueles e aquelas que, em qualquer lugar, em cada momento, assumirem atitudes que revelem grandeza de coração e profundidade de testemunho. Sejam pessoas simples e humildes, alegres e contentes e apaixonadas pelo reino.

Concluímos afirmando que as palavras comovem, mas só as atitudes transformam. As palavras mostram possibilidades, mas só as atitudes revelam convicções nobres e sentimentos divinos. E o mundo será mais humano quando os humanos divinizarem suas atitudes.

Felpuda


Tudo indica que o MDB não conseguiu convencer o PSDB de iniciar namoro com vistas a casamento nas eleições, e a ideia teria sido descartada. Os tucanos demonstraram que o problema deles não é o cargo: os emedebistas ofereceram a vaga de vice na disputa à Prefeitura de Campo Grande, a mesma cobiçada pelos tucanos, mas na chapa do PSB do atual prefeito. A questão, politicamente falando, seria, digamos, o oferecido “noivo”. Afe!