Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Assine a Newsletter

ARTIGO

Venildo Trevisan: "Alegria"

Frei

14 DEZ 19 - 02h:00

Alegre-se! O Natal está próximo! Nada de tristezas nem desavenças! Nada de inveja nem de ciúmes! Nada de mentiras nem de falsidades. Todos precisam respirar alegria e contentamento! Todos precisam irradiar amor, respeito e compreensão. Por toda parte, deverão surgir abraços de perdão e de paz!

O mundo precisa mudar. Os seres humanos precisam manifestar mais fé e mais esperança. A alegria precisa estar em todos os corações, em todos os lares e em todas as esquinas. Cessarão os atos de vandalismo e roubalheiras. Serão implantados os gestos de solidariedade e de acolhida, de amizade e de partilha.

O mundo precisa entender que essa alegria precisa ser implantada e cultivada com delicadeza e duradoura dedicação. Não pode ser de momentos nem de sentimentos. Precisa ser a força da alma que se abre para acolher aqueles e aquelas que se encontram perdidos na escuridão da violência e de outras tantas maldades. Maldades que impedem ver com os olhos da fé tantas riquezas que poderiam fortalecer os laços da comunhão entre nós.

O mundo precisa reencontrar o caminho do amor. Precisa reassumir a tarefa de semear a alegria de viver com o sabor de uma consciência em paz. Precisa reencontrar o jeito de levantar tanta gente que seencontra caída à margem da vida. Não pode continuar caída. Não pode continuar desanimada nem decepcionada.

Precisa coragem e decisão. Precisa muito amor no coração. Precisa reavivar sua definição e abrir novos caminhos de conversão. Precisa enfrentar os desafios com determinação. Assim sentirá o quanto é belo e nobre caminhar nos caminhos do Senhor.

O profeta Isaías convoca o povo do seu tempo a uma nova maneira de olhar a realidade e proclama com entusiasmo próprio de um profeta: “Alegre-se o deserto e a terra seca, o campo floresça de alegria; cubra-se de flores transbordando de contentamento e alegria, pois lhe serão dados o esplendor e a beleza. Todos verão a glória do Senhor e a beleza de nosso Deus”.

E o profeta, vendo a fragilidade daquele povo, levanta a voz e conclama: “Fortaleçam as mãos cansadas, firmem os joelhos cambaleantes, digam aos corações desanimados: ‘Sejam fortes! Não tenham medo. Olhem para o Senhor que vem com poder e graça’” (Is. 35, 1-5).

E o profeta também caminha com o povo, incentivando-o a caminhar com alegria, pois o Senhor está perto. Essa alegria é privilégio de quem se sente agraciado pela bondade e pela sabedoria que iluminou e ainda ilumina o caminho rumo à libertação.

E o povo se alegrou. Saiu do ambiente sombrio da escravidão e festejou a luz e o calor do sol libertador. Essa alegria foi luz e foi alimento que garantiu a caminhada, mesmo sendo difícil, mas que premiou a quem perseverou na confiança à palavra de Deus.

Essa mesma alegria seja para nós também a celebração contínua por estarmos no caminho certo da fé e do amor a Deus e ao próximo. Celebremos essa alegria não apenas neste Natal, mas em todos os momentos que soubermos olhar uma semente que se abre para a vida, ver nela um novo ser, um novo nascimento e um novo Natal.

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

CORREIO DO ESTADO

Confira o editorial desta segunda-feira: "Obras e investimentos"

ARTIGO

Mateus Boldrine Abrita: "Desafio constante para eficiência na gestão pública"

Professor efetivo na Uems
OPINIÃO

André Marcos: "Fake news e o incêndio no Reichstag alemão"

Especialista em História do Brasil e Gestão Escolar
CORREIO DO ESTADO

Confira o editorial deste sábado/domingo: "Os números não mentem"

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião