Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Assine a Newsletter

ARTIGO

Venildo Trevisan: "A família"

Frei

7 DEZ 19 - 02h:00

Estamos caminhando para o Natal e pensando como organizá-lo em nossa família. E a Igreja está celebrando o dia dedicado à família. Olha para as famílias e louva a Deus por aquelas que possuem uma tradição estruturada e definida. São famílias bem constituídas e fundamentadas em princípios cristãos de amor, de respeito e de celebrações alegres e solidárias.

Seus membros são criativos e muito empenhados em colaborar para que tudo se encaminhe para celebrar um Natal iluminado pela fé e partilhado no amor. Tudo será luz, alegria e paz.  Isso é maravilhoso. Tudo isso é sagrado. Tudo será marcado pelo entusiasmo e celebrado com expressões ricas de fé e amor. A alegria será o distintivo que mostrará a razão de ser dessas pessoas em nossa sociedade, ferida por tantas e tão tristes situações.

Vemos com uma certa apreensão que nem todos poderão celebrar nessas dimensões e nessa alegria contagiante. Cada dia que passa aumenta o número de pessoas que entram em crise matrimonial. São pessoas que se aventuraram em uma união e, com o passar do tempo, não conseguiram conduzir e realizar esse sonho de uma família bem constituída.

Já é comum famílias sem pai, ou sem mãe. Famílias sofrendo o drama de não conseguirem transmitir e cultivar uma educação sadia e organizada. Já é comum ver casais com apenas um filho, ou dois, mas com um cachorrinho, ou outro animal de estimação. Existem até campanhas incentivando a adoção de animais. E sobram as crianças.

São casais que têm medo de não conseguirem sustentar um filho. Então preferem um animal, que, mesmo sendo mais dispendioso, é mais fácil lidar. E as famílias estão cada dia com menos elementos humanos e mais dificuldades de convivência. E aos poucos se isolam umas das outras e buscam compensação nas redes sociais e em outros meios. E o sentido familiar de partilha de ideias e de sentimentos vai se enfraquecendo até morrer.

Não serão apenas essas as causas que estão levando tantas famílias à falência. Existe uma causa muito mais profunda: a causa da falta de fé e da vivência da palavra de Deus. Vejamos qual era o desejo de Deus ao constituir a família pela aliança de felicidade e de paz em todos os lares.

Vejamos o que nos diz no livro do Gênesis: “Então Deus disse: Façamos o homem à nossa imagem e semelhança. E Deus criou o homem à sua imagem e semelhança; e os criou homem e mulher. 

E os abençoou e lhes disse: sejam fecundos, multipliquem-se, encham e submetam a terra, dominem os peixes do mar, as aves do céu e todos os seres vivos que rastejam na terra.  Por isso o homem deixa seu pai e sua mãe e se une à sua mulher e eles dois se tornam uma só carne”. 

Essa narrativa se encontra no livro do Gênesis, capítulos um e dois. Revela a sabedoria de Deus ao criar o universo e o desejo de que o homem e a mulher formem uma aliança de amor e fidelidade por toda a vida.

E Deus permaneceria sempre alimentando e fortalecendo os valores humanos com as bênçãos divinas na esperança de que a família humana não se deixasse enganar pela serpente do orgulho, mas se mantivesse submissa às ordens do Criador.

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

CORREIO DO ESTADO

Confira o editorial desta segunda-feira: "Obras e investimentos"

ARTIGO

Mateus Boldrine Abrita: "Desafio constante para eficiência na gestão pública"

Professor efetivo na Uems
OPINIÃO

André Marcos: "Fake news e o incêndio no Reichstag alemão"

Especialista em História do Brasil e Gestão Escolar
CORREIO DO ESTADO

Confira o editorial deste sábado/domingo: "Os números não mentem"

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião