Campo Grande - MS, terça, 21 de agosto de 2018

OPINIÃO

Sônia Puxian: "Experimentar novos caminhos"

Jornalista

22 JUN 2017Por 01h:00

Saiba viver o dia de hoje da melhor maneira possível e olhar para trás para saber onde errou, e se possível arrumar. Preste atenção nas possibilidades que estão à sua volta e qual delas pode se tornar concreta. 

Não deixe passar as oportunidades que cruzam o seu caminho, muitas vezes elas não voltam. Isso não quer dizer que você deva correr atrás da primeira que surgir, mas é importante analisar a situação com calma e atenção. 

Geralmente, a voz interior detecta quando uma oportunidade é boa, portanto, se ela bater à sua porta, deixe-a entrar. Em tudo o que se realiza ao longo da vida há alguns itens que são primordiais para que aconteçam ou não. Um deles é a questão da autoestima, que rege o caminho das grandes realizações.

Quando o ser humano está de bem consigo mesmo e age de acordo com suas intenções, a resposta aparece. É possível experimentar novos caminhos e novas ações porque está pautado em suas próprias condições de crescimento e desenvolvimento.

Veja o que diz Nathaniel Branden no seu livro “Auto-Estima”: “Vamos entender o que é autoestima. Ela tem dois componentes: o sentimento de competência pessoal e o sentimento da autoconfiança com o autorrespeito. Ela reflete o julgamento implícito da nossa capacidade de lidar com os desafios da vida (entender e dominar os problemas) e o direito de ser feliz (respeitar e defender os próprios interesses e necessidades)”.

Quem está de bem consigo mesmo tem mais chances de realizar seus sonhos e apostar em mudanças, uma vez que no seu íntimo a autoconfiança já fez moradia.

Segundo Nathaniel Branden: “A capacidade de desenvolver uma autoconfiança e um auto-respeito saudáveis é inerente à nossa natureza, pois a capacidade de pensar é a fonte básica de nossacompetência, e o fato de que estamos vivos é a fonte básica do nosso direito de lutar pela felicidade”.

E mais: “Quanto maior for a nossa autoestima, maior a probabilidade de sermos criativos em nosso trabalho, ou seja, maior a probabilidade de obtermos sucesso”. Estar bem consigo mesmo e desfrutar de um alto grau de confiança gera bons frutos.

Tudo tem início no sonho e desejo de realizar algo, mas é importante confiar em si mesmo e apostar no resultado. De nada adianta tentar criar novos caminhos se a autoestima estiver em baixa e a autoconfiança enfraquecida. Geralmente, esses dois ingredientes somados à certeza de que existem possibilidades devem ser experimentadas uma vez que a meta é buscar novas experiências, seja no trabalho, nos estudos, na vida pessoal.

Muitas vezes, acomodar-se em uma vida confortável e sem riscos traz bem-estar, mas impede de experimentar o sabor de novas conquistas e mais crescimento.    

“Quanto maior a nossa autoestima, mais alegria teremos pelo simples fato de ser, de despertar pela manhã, de viver dentro dos nossos próprios corpos. São essas as recompensas que a nossa autoconfiança e o nosso autorrespeito nos oferecem”, enfatiza Nathaniel. 

Ah! Alimente também seus pensamentos. Lembre-se de que tudo tem início na mente. Se você deseja coisas grandiosas, pense grande. A exemplo de Thomas Edison, que nunca frequentou a escola, mas foi o criador da lâmpada elétrica, o fonógrafo e a máquina de cinema, podemos entender o valor de levar adiante grandes ideias.

Vale destacar que o professor dizia que Thomas era confuso e não conseguia aprender. Na verdade, o garoto estava à frente na maneira de pensar e questionar sobre o desconhecido. Quem pode saber onde reside o potencial de alguém? Às vezes ele não está na sala de aula nem nos livros, mas está presente dentro de cada um. Na hora certa ele aparece. E, para finalizar, a frase de Henry Ford: “Se você pensar que pode ou que não pode, de qualquer modo, você estará certo”. Tenham ótimos dias e muito sucesso...

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também