Campo Grande - MS, segunda, 20 de agosto de 2018

OPINIÃO

Germano Montgomery Vidal: "Virtudes para a vida - Herança dos pais aos filhos"

Jornalista e escritor

15 AGO 2017Por 01h:00

Seu José, servidor público e filho de comerciante, casou-se com Dona Maria Zulena, filha de topógrafo que dividia as tarefas domésticas e o cuidado com os filhos. Foram onze rebentos, influenciados na formação do caráter dos pais. 

E, como diz o escritor Coelho Neto: “É na educação dos filhos que se revelam as virtudes dos pais”. Nesse sentido, ao comparar a conduta de seus filhos com a de seus pais, comprovamos a força desta influência. Herdaram do pai características importantes, como o compromisso sério com o trabalho e o espírito de iniciativa. Esta herança é aquela que, apesar de não transmitida geneticamente, propaga-se através do convívio, de fatos observados. 

Disciplinado profissionalmente, o patriarca da família começou a vida trabalhando em diversos locais, mas, quando o quarto filho tinha quase um mês e meio de nascido, ingressou no serviço público federal, mais precisamente no dia 1º de abril de 1955. No exercício de suas funções, soube administrar os conflitos através da educação e do bom senso.

Por intermédio de sua presença afável, conquistou ao longo dos anos de labuta uma legião de amigos, manteve vasta amizade e se aposentou compulsoriamente após 41 anos de trabalhos ininterruptos pouco antes de morrer.

Com o exemplo de vida de Seu José – homem de ideias firmes, cujos efeitos influenciaram diretamente a identidade de seus filhos, cabe a nós, uma reflexão: muitas vezes, o pai, quase sempre, dissemina um legado para a sua posteridade. Seja de forma consciente ou inconsciente; voluntária ou involuntária; mediante a presença ou ausência.

Contudo, à matriarca Dona Zulena era atribuída a qualidade de viga-mestra e pilastra que educou todos os filhos através de sua formação familiar católica com fé e devoção nos ditames da Igreja. A respeito dela, contam histórias de bondade e desapego.

Comentava-se, por exemplo, as doações que fazia constantemente aos mais necessitados, em especial, a Dulce, uma senhora abandonada pelos filhos e uma instituição de apoio a crianças acometidas com câncer.

Assim, constatamos o legado de Seu José e Dona Zulena, o casal demonstrou aos filhos, em vida, a dignidade que lhes permitiram aceitar o trabalho com imensa dedicação, aliado à herança de generosidade.

Aqui, portanto, o horizonte da família ganhou amplitude com as virtudes dos personagens citados neste artigo  -, eles deixaram um testamento escrito com a própria vida.

Leia Também