Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, quarta, 21 de novembro de 2018

correio do estado

Editorial de sábado/domingo: "Relatos inspiradores"

26 AGO 2017Por 03h:00

O cidadão precisa ter a certeza de que pode, aqui mesmo onde vive, construir sua perspectiva de futuro.

Acreditar no potencial de Campo Grande e manter atitudes que propiciem seu desenvolvimento. Em meio a período de recessão econômica e instabilidade política, que resultaram na estagnação de investimentos à capital sul-mato-grossense nos últimos anos, vários moradores mantêm os princípios dos primeiros desbravadores que chegaram a essa terra: querem construir, crescer, persistem perante as dificuldades e, assim, aprimoram os laços de amor mantidos com a Cidade Morena.

Resgata-se o espírito de pertencimento e acolhimento nestes 118 anos em edição especial divulgada, neste sábado, no Correio do Estado.

Histórias inspiradoras servem como ponto de partida para reflexão sobre como cada cidadão pode contribuir, em seu cotidiano, para melhorar o local onde vive.

Sem dúvida, há muito a ser superado. Somente no mês passado, Campo Grande fechou 1,9 mil postos de trabalho – o pior índice de toda a série histórica do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho.

Há, porém, perspectivas positivas para reverter esse resultado. Existe previsão de, pelo menos, R$ 200 milhões em investimentos, com 1,3 mil vagas no mercado de trabalho.

Ainda, há outras propostas previstas, com cartas-consultas já em análise pela Prefeitura de Campo Grande.

Obviamente, será necessário avaliar criteriosamente a compensação, para que o poder público consiga ampliar a arrecadação e, consequentemente, atender às demandas existentes em saúde, educação, assistência social, obras e diversos outros setores.

As conquistas no âmbito econômico, com reflexos nos demais setores, só serão obtidas se houver a retomada da confiança.

O cidadão precisa ter a certeza de que pode, aqui mesmo onde vive, construir sua perspectiva de futuro. Por isso, é preciso definir um roteiro com metas de expansão e objetivos a serem alcançados gradativamente. Algo que vai muito além das operações tapa-buraco, obrigação que estava sendo negligenciada pela antiga gestão e deixou as ruas da cidade em estado deplorável.

Obras começam a ser retomadas, mas os desafios são maiores. Gestores investem, sucessivamente, em construções, a exemplo de postos de saúde, mas depois esbarram na dificuldade de manter funcionários e equipamentos para garantir atendimento.

Por isso, o planejamento é essencial para assegurar desenvolvimento factível, com diferenças que possam ser realmente notadas pelos moradores.

São muitas as tarefas para recompensar o retrocesso econômico e a estagnação de investimentos. Esse processo exige transparência nas ações, para que o cidadão tenha certeza da correta aplicação do dinheiro público. Contratos suspeitos ou incoerentes abalam a credibilidade e dificultam ainda mais essa recuperação.

É importante, neste momento, buscar inspiração em exemplos positivos: no esporte, na educação, na ciência, no empreendedorismo.

Os campo-grandenses – tanto aqueles que nasceram aqui como os que adotaram essa terra como sua – demonstram que mantêm espírito de desbravar, buscar e construir. Força que supera os desafios impostos pelas crises política e econômica.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também