Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

ARTIGO

Benedito Rodrigues da Costa: "O agonizante Rio Taquari"

15 ABR 19 - 02h:00

É impressionante o descaso dos diversos governos federais em mais de cinquenta anos com o gravíssimo problema ambiental  em função dos transbordamentos das águas do Rio Taquari, causado pelo assoreamento incessante, tornando imensas áreas do Pantanal sul-mato-grossense sem nenhuma possibilidade de aproveitamento para as atividades econômicas próprias na região. Isso sem falar no empobrecimento de um considerável número de criadores de gado que foram obrigados a abandonar as suas atividades ou até mesmo suas propriedades.

Os Senadores, os Deputados Federais, como também, os Governadores, foram incansáveis e insistentes em suas reivindicações, junto a tantos ministérios responsáveis pelas áreas ambientais, de transportes, de agri-cultura e pecuária, sem contudo obter resultados positivos que poderia evitar tamanha tragédia de ordem econômica, ambiental, mas, principal-mente humanitária. No mandato que se findou, para não incorrermos em injustiças, mais uma vez, a classe política na área federal, se empenharam na busca de soluções para o grave problema.

Um novo governo se inicia, e a esperança renasce, parlamentares da nova geração já evidenciaram em seus discursos no Congresso Nacional,  que estarão em luta permanente em busca da solução para salvar tanto o Rio Taquari, quanto o Pantanal. São incontáveis os projetos que morrem  nos arquivos ministeriais, são perdas de recursos e de mão de obra especial-zadas, horas e horas trabalhadas incessantemente e que não se concreti-zam, frustrando os técnicos, os gestores, a classe produtora, e também, a população desanimada para com seus insolúveis problemas.

O problema é de uma gravidade tal que chega a preocupar até mesmo os turistas estrangeiros que visitam a região, e que se mostram incrédulos e preocupantes com o futuro desse ecossistema. Possivelmente, o tamanho de nossa bancada não deva impressionar o governo como um todo, mas, é importante levar em consideração de que se trata de uma importante par-te do território nacional, localizada na fronteira oeste de nosso país, e, fu-tura saída para a rota bioceânica, e que poderá atrair atenção de novos investidores, pela atração da maior área alagada do Planeta.

Neste momento, a união de forças da população, da sociedade organiza-da e da classe política, se faz importante para chamar atenção do governo que se inicia, para talvez´sensibilizar os ministérios competentes no senti-do de viabilizar todos os recursos necessários à conclusão do projeto tão necessário ao estado, mas também, ao país, e, se possível, recorrer até mesmo a financiamentos  internacionais.

Estamos iniciando uma nova éra na administração política do Brasil, e temos que acreditar que o Pantanal oferece um potencial para o retorno do investimento.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

CORREIO DO ESTADO

Confira o editorial de sábado e domingo: "Expectativas em excesso"

ARTIGO

Frei Venildo Trevisan: "Páscoa "

OPINIÃO

Olivia Garcia C. de Freitas: "Inexigibilidade do Cadastro Ambiental Rural"

Advogada
CORREIO DO ESTADO

Confira o editorial desta sexta-feira: "Transparência e integridade"

Mais Lidas