de MS – Padre Tomaz Ghirardelli"" />

Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, quarta, 14 de novembro de 2018

OPINIÃO

Arthur Jorge do Amaral: "Personalidades
de MS – Padre Tomaz Ghirardelli"

Escritor e ex-deputado estadual

16 AGO 2017Por 01h:00

Nestas épocas de turbulências na vida de todos nós os brasileiros, fica um gosto amargo dos maus exemplos que campeiam entre nossos líderes e representantes; algo drástico perante uma opinião pública estarrecida, pois advém daqueles que nós colocamos para dirigir os nossos destinos ou nos representar e fiscalizar os “bens de nós todos”.

Diante de tudo isso, peço licença aos milhares de leitores e vou trazer um contraponto e lembrar personalidades de nosso querido MS, portanto, coisas regionais, das quais nos orgulhamos de suas trajetórias. Escolho em primeiro lugar um homem santo, hoje desaparecido há mais de vinte anos, mas ainda presente entre grande parte do povo campo-grandense...

Lembro a pessoa glorificada de Padre Tomaz Ghirardelli, que se dedicou a prestar assistência religiosa e humana a toda a região norte da Capital (na capela do colégio e na grande Paróquia São João Bosco), na época, quase a metade de Campo Grande. Foram mais de quarenta anos, portanto, atingiu quase três gerações e ainda hoje suas ações e exemplos são contados de viva voz e com agradecimentos com joelhos ao chão...

Algo muito significativo e profundo aconteceu em sua vivência terrena e foi plantado em corações sensíveis da comunidade, para ainda hoje ele ser lembrado como “pai dos enfermos”, pela atenção diária que dispensava todos os dias, no correr da noite, aos doentes da Santa Casa; no campo espiritual, o carinho a pessoas com deficiência auditiva, à colônia japonesa, ao Grupo Estrela da Manhã, aos movimentos carismáticos entre jovens (filhas de maria e congregados marianos) e às crianças; os idosos recebiam especial atenção sob a ótica dos exemplos de Dom Bosco.

Hoje, seu nome está vivenciado na maior escola do Estado, com quarenta salas de aula, localizada no grande Bairro Dom Antonio Barbosa (atende Parque do Sol, Vespasiano Martins, Lageado, Cidade de Deus); mais de duas mil pessoas (entre crianças, jovens e adultos) ali recebem a atenção para a vida, especialmente sob o aspecto educacional, social e humano, em busca dos seus ideais...

A comunidade campo-grandense, tendo à frente a senhora Sarah Abussafi Figueiró, seguida por dezenas de pessoas, forma uma comissão pró-beatificação. Entre as pessoas, podemos citar: Suely Brandão, Cléia Fialho Oliveira Figueiró, Elisia Oshiro, Maira Lucia de Rezende. Ainda podemos citar: Solange Oliveira, Marcilio Oshiro, Mauricio Tibana, Dorvalina Ortiz Reche, dr. Henrique Luiz Vieira Krate, Candida Adania e Marieli Quintella C. Pereira... Reuniões são realizadas seguidamente e uma peregrinação anual, com missa na Capela Mortuária, no Seminário da Lagoa da Cruz.

Seguem assim os trabalhos para perpetuar o nome e os feitos desse homem de Deus, agora em mãos da Comissão Salesiana o seu processo de reconhecimento católico. Em benefício de sua história, as orações comunitárias seguem céleres e seguidas.

Fica aqui registrado essa passagem pela nossa Capital Morena, em época ainda recente, de um insofismável exemplo de amor ao próximo e às causas sociais; fortalece em todos nós a certeza de que vale a pena ser justo, e o Padre Tomaz Ghirardelli merece nosso respeito, digno do panteão das “Personalidades de MS”...

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também