Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

3ª Vara Cível da Capital permanece fechada na segunda-feira

3ª Vara Cível da Capital permanece fechada na segunda-feira
02/11/2008 09:23 -


     

Da redação

 

Embora a previsão de início das atividades da 11ª Vara Cível de Competência Residual e o retorno do atendimento na 3ª Vara Cível de Campo Grande estivessem marcados para o dia 3 de novembro, algumas questões técnicas não ficaram concluídas e, para melhor servir os usuários, a vara deve funcionar somente a partir de terça-feira. Os prazos processuais ficarão suspensos no período, conforme portaria que será publicada no Diário da Justiça de terça-feira (4/11).

 

O objetivo da administração do Tribunal de Justiça é dar celeridade à prestação jurisdicional, oferecendo mais estrutura e novas formas de trabalho. A divisão da 3ª Vara é um projeto piloto, que terá acompanhamento singular dos consultores da FGV, da equipe da Secretaria de Informática do Tribunal de Justiça para prestar todo o suporte necessário aos servidores, que também, por uma semana passaram por treinamento específico para esta nova fase.

 

Para os usuários e advogados só muda a localização da vara, pois a vara originária (3ª Vara), já trabalham com dois juízes e agora cada um destes juízes tem a sua estrutura física. Para tanto o que muda efetivamente é o espaço, a divisão física dos processos de cada juiz e a padronização de procedimentos cartorários e de gabinete. A nova estrutura terá além do juiz já designado àquela Vara, escrivão, escreventes e operadores, que foram remanejados para trabalharem exclusivamente no novo cartório.

 

Com informações da assessoria do TJMS

Felpuda


Em uma das eleições em MS, candidato já oficializado na convenção corria o trecho para conquistar os eleitores. Mal sabia, porém, que time do seu partido e de aliados estava tramando sua derrubada para emplacar substituto que teria mais votos. Por muito pouco, o dito-cujo não foi guilhotinado, conseguindo salvar o pescoço. Agora tudo indica que o mesmo processo estaria em andamento e seria mais fácil, pois a “vítima” desta vez ainda é só pré-candidato. Dizem que a “turma da trairagem” tem know-now no assunto.