Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande

Zumbido no ouvido será debatido em jornada científica

9 AGO 12 - 09h:33DA REDAÇÃO

O zumbido no ouvido – ruídos estranhos produzidos na via auditiva – é um problema que atinge cerca de 25% da população adulta em todo o mundo, de acordo com estudo publicado pela revista American Journal of Medicine. No dia 31 de agosto, o tema será o centro das discussões da “3ª Jornada de Deficiência Auditiva de Campo Grande”, promovida pela Fundação para o Estudo e Tratamento das Deformidades Crânio-Faciais (Funcraf), em parceira com o Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais (HRAC/Centrinho) da Universidade de São Paulo (USP).

A médica otorrinolaringologista Tanit Ganz Sanchez, professora associada da Faculdade de Medicina da USP, criadora do Grupo de Pesquisa em Zumbido do Ambulatório de Otorrinolaringologia da FMUSP e autora do livro “Quem disse que zumbido não tem cura?”, é uma das convidadas do evento.

A pesquisadora abordará os diferentes tipos de zumbido e as maneiras de como aperfeiçoar o diagnóstico, tratar de modo personalizado e otimizar os resultados. A programação da Jornada, que acontece das 8h às 17h30min, no Anfiteatro da Unimed de Campo Grande (Rua Goiás, 695, Jardim dos Estados), conta com palestras, mesa redonda e exposição de casos clínicos.

O evento é voltado a profissionais e estudantes da área da saúde, pacientes da Funcraf e familiares e demais interessados. As inscrições serão recebidas até o dia 15 de agosto, na Funcraf de Campo Grande (Rua 14 de Julho, 4.827, Bairro Monte Castelo). Mais informações pelo telefone (67) 3368-6206. As vagas são limitadas.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

ECONOMIA

Guedes quer ajustar relatório da reforma

AJUDA FINANCEIRA

Governador decide amanhã se vai aderir ao plano Mansueto

Reunião com equipe já está marcada
BRASIL

PF destrói 1,2 mil tonelada de maconha na fronteira com o Paraguai

BRASIL

Assassinato de ator e seus pais completa uma semana; filha presta homenagem

Mais Lidas