Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

REAÇÃO

Zagueiro do Corinthians rebate Léo, do Santos

Zagueiro do Corinthians rebate Léo, do Santos
22/08/2012 00:00 - TERRA


O desabafo do lateral esquerdo Léo na saída do gramado da Vila Belmiro não foi bem digerido no Corinthians. Depois de ouvir o rival afirmar que "o Santos sempre foi melhor", o zagueiro Paulo André rebateu o adversário e prometeu dar sua prova durante as partidas.

"Depois que ganha, é fácil falar. Quando perde, não fala nada. Tem de haver respeito, porque somos os atuais campeões do Brasileiro e da Libertadores. Vamos dar a resposta em campo, e não aqui, onde só criaria polêmica", comentou o zagueiro, na reapresentação do elenco corintiano, ontem.

Ainda nos vestiários da Vila, depois da derrota por 3 a 2, o técnico Tite também aparentou incômodo com o assunto, mas preferiu não polemizar. A rivalidade entre os times alvinegros está ainda mais acirrada depois que o time da capital eliminou o do litoral na semifinal da Copa Libertadores.

Paulo André, inclusive, também não gostou da entrevista concedida por Muricy Ramalho depois do clássico de domingo, quando o treinador alegou que o Corinthians "nunca sai para o jogo" e só busca o gol nos erros dos adversários.

"Acho que o Muricy está errado. Nós procuramos o gol e tivemos oportunidades contra eles. Somos um time que marca, mas dificilmente não fazemos gols nos jogos. O próprio Muricy fez isso também no São Paulo, quando ganhava com gols de bola parada, marcação e três zagueiros", ponderou.

Em décimo lugar no Campeonato Brasileiro, com 24 pontos, o Corinthians marcou 19 gols nesta edição e sofreu 18.

Felpuda


Vereador de Campo Grande fez pronunciamento com forte teor preconceituoso que obviamente não agradou, principalmente as mulheres. A repercussão negativa foi grande e ele teve de ler cobras e lagartos em seu perfil nas redes sociais. Assim, correu para publicar nota de esclarecimento tentando colocar panos quentes e se comprometendo a, já na próxima sessão, solicitar a retirada de sua fala dos chamados “anais da Casa”. Também, pudera!