Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

TECNOLOGIA

YouTube cria 'aula' sobre direitos autorais

YouTube cria 'aula' sobre direitos autorais
17/04/2011 07:17 - G1


 

O YouTube modificou sua normativa para combater o uso ilegítimo de conteúdos protegidos e lançou uma “escola” para mudar a conduta de usuários. A partir de agora, qualquer internauta que receber uma "notificação de direitos autorais" por se aproveitar da obra de outros, deverá assistir a chamada “YouTube Copyright School”.

A “escola” virtual é, na realidade, um vídeo de menos de cinco minutos em que os personagens do desenho animado “Happy Tree Friends” falam ao usuário sobre o que é propriedade intelectual e como funciona a lei que rege seu cumprimento.

 

Ao final do vídeo, que pode ser visto com legendas em vários idiomas, o “aluno” responde a um questionário para provar que prestou atenção e entendeu a mensagem. Caso o usuário passe pelo teste, ele poderá voltar a enviar vídeos ao YouTube.

Contas canceladas
O YouTube reformou sua central de ajuda sobre direitos autorais para facilitar o conhecimento do usuário sobre quais conteúdos podem ser divulgados no site. O Google, além disso, introduziu mudanças em sua política de cancelamento de contas que infrinjam repetidas vezes as leis de “copyright”. Até agora, as contas eram fechadas após três notificações.

"Descobrimos que, em alguns casos, esta norma geral nem sempre levava ao resultado correto", assinalou o YouTube em seu blog. Segundo o site, o antigo sistema não dava uma nova chance ao usuário. “Hoje começaremos a eliminar os históricos de infrações de contas em certas circunstâncias depois que se complete com sucesso a “YouTube Copyright School” e se prove uma trajetória a longo prazo de bom comportamento”, disse o YouTube no blog.

Felpuda


Acontecimentos policiais de grande repercussão deverão refletir seriamente na jornada de uns e de outros. Os cortes nos “tentáculos do polvo” os deixaram sem respaldo para enfrentar a maratona que há tempos participam, e com sucesso. Ao mesmo tempo que ficaram sem o aconchego financeiro, afastaram-se do abraço, até então muito amigo, preocupados com o ditado popular que afirma:  “Diga-me com quem andas e eu te direi quem és”.