Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

Yamaha apresenta 4 modelos de uma vez

Yamaha apresenta 4 modelos de uma vez
05/02/2010 00:55 -


O dito popular “o ano, no Brasil, só começa depois do carnaval” não vale para a Yamaha. Em 2010, a fábrica japonesa antecipou-se à concorrência e apresentou quatro lançamentos neste in ício de fevereiro, antes mesmo da folia. O ca rro a bre-a las que puxa a festa da marca japonesa é a renovada Crypton, CUB aposentada há cinco anos, que está de volta com motor maior de 115 cc. Logo atrás vem o grande destaque: a YS 250 Fazer, com visual completamente novo, porém com o mesmo motor de 250cc. Fechando o desfile da Yamaha na folia deste ano, estão dois modelos de 600 cc: a XJ6, nas versões “N” e “F”, naked e carenada, respectivamente. O tema central do samba- e n redo no eve nto de apresentação dos lançamentos foi o otimismo. “Apesar do resu ltado negat ivo de todo o setor de motocicletas em 2009, as expectativas são positivas para este ano”, declarou Minoru Matsumura, gerente nacional de vendas da Yamaha. No ano passado, o emplacamento de motos caiu 16,42% em comparação com o de 2008. A Yamaha também sofreu o baque, mas manteve sua fatia de mercado na casa dos 12% e segurou o posto de segunda maior fabricante de motos do Brasil. “Queremos e xplora r a qua l idade, a tecnologia e a confiabilidade de nossa marca para enfrentar a concorrência”, declarou Matsumura. Para isso, a Yamaha traz para o Brasil produtos bem-sucedidos na Europa, caso da linha XJ6, e também retorna ao mercado popular das CUBs, com a Crypton T115. Além de redesenhar a bem-sucedida Fazer 250. Nas próx imas ed ições do Correio Veículos, vamos mostrar mais detalhes desses lançamentos.

Felpuda


As pré-candidaturas bizarras estão se espalhando nas redes sociais, nos perfis de quem acredita que esse tipo de “campanha eleitoral” poderá resultar em votos e até levar à conquista de uma vaga na Câmara Municipal de Campo Grande. Se antes isso era visto apenas no horário eleitoral na TV, agora está se espalhado como erva daninha nas redes. Como diria vovó: “Esse povo ainda se acha!” Afe!