quinta, 19 de julho de 2018

Woody Allen quer US$ 10 milhões em processo contra grife

16 ABR 2009Por 10h:12
     

        

 

Woody Allen está processando a marca de roupas American Apparel por usar indevidamente sua imagem em um comercial. O diretor americano pede uma indenização no valor de US$ 10 milhões, alegando que o anúncio prejudica sua reputação.

A grife americana costuma fazer campanhas publicitárias provocativas, com modelos usando roupas justas e com transparências. O anúncio que irritou Allen mostra cena do filme ?Noivo neurótico, noiva nervosa? (1977) - que lhe rendeu o Oscar de melhor direção - além de uma foto sua vestido como judeu ortodoxo.

 

O julgamento do caso está marcado para o dia 18 de maio. "Nossa empresa já se desculpou pelo uso da imagem do senhor Allen e pede desculpas se ofendeu seus sentimentos", diz Stuart Slotnick, diretor da American Apparel.

 

Em defesa da marca, Slotnick afirma ainda que o cineasta ?supervaloriza sua reputação?. Os advogados da grife citarão no processo o maior escândalo na vida pessoal de Allen, quando o diretor se envolveu com a filha adotiva de sua então esposa, a atriz Mia Farrow, em 1997.

 

Com informações do G1

Leia Também