Terça, 20 de Fevereiro de 2018

secretário de Estado de Obras

Wilson Cabral aceita convite e fica na Obras

11 DEZ 2010Por Fernanda Brigatti e adriana molina00h:45

O atual secretário de Estado de Obras Públicas e Transporte, Wilson Cabral Tavares, aceitou o convite de André Puccinelli (PMDB) e continuará à frente da pasta. O governador de Mato Grosso do Sul informou ontem que depois de alguns dias de resistência, Cabral decidiu continuar responsável pelo setor.

"Aceitou com um pouquinho de charme, mas aceitou", brincou Puccinelli. Na última semana de dezembro, o governador afirmou ter feito o convite a Cabral, que não aceitou ser titular da pasta. Segundo o governador, o primeiro critério para ocupar o cargo é "dedicação exclusiva, em período integral".

Cabral será efetivado na secretaria antes capitaneada pelo fiel escudeiro de André Puccinelli, o deputado federal eleito Edson Giroto (PR). O republicano deixou a secretaria para concorrer à Câmara. Passadas as eleições, André afirmou que não convocaria Giroto e buscava um novo nome para substituí-lo.

A nomeação de Cabral será uma das poucas modificações implementadas por André Puccinelli em seu segundo mandato. O governador tem dito que o primeiro escalão não deve ser modificado. Um possível desmembramento da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agrário, da Produção, da Indústria, do Comércio e do Turismo (Seprotur) em duas pastas já foi descartada.

André participou ontem de um evento promovido pela Enersul, na sede da Federação da Indústria de Mato Grosso do Sul (Fiems).

Leia Também