Campo Grande - MS, sábado, 18 de agosto de 2018

planos de segurança

Wikileaks: Japão foi avisado de risco em usinas nucleares

16 MAR 2011Por Época14h:40

O jornal britânico The Daily Telegraph traz uma reportagem que deve abalar ainda mais os japoneses. Segundo um telegrama oficial do serviço diplomático dos Estados Unidos, obtido pelo site Wikileaks, o governo do Japão havia sido avisado pela Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), em dezembro de 2008, que os planos de segurança para algumas de suas usinas nucleares estavam desatualizados e que isso representava um “problema sério”.

Um cabo da embaixada dos EUA obtido pelo site Wikileaks e vista pelo The Daily Telegraph traz uma citação de um especialista anônimo que expressou preocupação quanto ao fato de as orientações sobre como proteger as centrais nucleares de terremotos terem sido atualizados apenas três vezes nos últimos 35 anos. O documento afirma: “Ele [o funcionário da AIEA] explicou que os guias de segurança para segurança sísmica só foram revistos por três vezes nos últimos 35 anos e que a AIEA está agora reexaminando.

Além disso, o funcionário observou que terremotos recentes tinham, em alguns casos, ultrapassado a [as estimativas de magnitude de tremores usadas como] base de concepção de algumas centrais nucleares, e que este é um problema sério e que tem conduzido o trabalho de segurança sísmica”.

Os documentos obtidos pelo Daily Telegraph afirmam também que o governo do Japão se opôs a uma decisão judicial que determinava o fechamento de uma usina nuclear no oeste do país, onde havia preocupações de que ela não poderia aguentar terremotos de alta magnitude. A corte japonesa entendeu que havia uma possibilidade real de que a população local ficasse exposta à radiação se houvesse acidente na usina, que havia sido projetada para suportar um terremoto de magnitude de 6,5 graus na escala Richter. O tremor ocorrido na sexta-feira (11) foi de 9 graus.

Leia Também