Quarta, 21 de Fevereiro de 2018

SENADO

Votos de candidatos com recursos podem mudar composição

6 OUT 2010Por 05h:18

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgou nesta segunda-feira (4) a contagem de votos dos candidatos ao Senado Federal e à Câmara dos Deputados que dependem de decisão sobre os recursos que apresentaram contra a impugnação das suas candidaturas, com base na Lei da Ficha Limpa. Esses recursos ainda serão julgados nos próximos dias pelo TSE e pelo Supremo Tribunal Federal (STF).
No caso do Senado, o resultado desses julgamentos poderá alterar os resultados eleitorais de três estados. No Pará, apresentaram recursos os candidatos Jader Barbalho (PMDB) e Paulo Rocha (PT). Barbalho obteve 1.799.762 votos e Rocha alcançou 1.733.376 votos. Caso suas candidaturas sejam confirmadas, Jader seria empossado como o segundo senador mais votado do Pará, atrás do senador Flexa Ribeiro (PSDB), que totalizou 1.817.644 votos.
Na Paraíba, o candidato Cássio Cunha Lima (PSDB), com 1.004.183 votos, também aguarda julgamento sobre seu recurso. Caso sua candidatura seja confirmada, ele passará à condição de o mais votado do estado, seguido de Vitalzinho (PMDB), que obteve 869.501 votos. Assim, Wilson Santiago (PMDB) não seria diplomado pela Justiça Eleitoral.
No Amapá, a situação não é diferente. O candidato João Capiberibe (PT) obteve 130.411 votos e caso seu recurso seja deferido, passará à condição de segundo candidato ao Senado mais votado do estado, derrotando o atual senador Gilvan Borges (PMDB), que somou 121.015 votos. O candidato com a maior votação no Amapá é Randolfe Rodrigues (PSOL), com 203.259 votos.

Leia Também