Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

quinta, 21 de fevereiro de 2019 - 12h57min

Votorantim vai investir R$ 4,5 bi em fábricas

27 JAN 10 - 07h:52
O Grupo Votorantim apresentou ontem, em audiência com o Presidente Luiz Inácio Lula da Silva, seus planos de investimento para o ano de 2010 na área industrial. No total, o Grupo irá investir R$ 4,5 bilhões ao longo de 2010. No ano passado, o total investido na expansão dos negócios foi R$ 4,2 bilhões. Foram apresentados ao presidente da República 20 projetos que estão sendo implementados entre 2009 e 2013. Entre eles, destacam-se os que já começaram a operar – como a fábrica de celulose da Fibria em Três Lagoas (MS), uma nova siderúrgica na cidade de Resende (RJ), as fábricas de cimento de Porto Velho (RO), Xambioá (TO) e Nobres (MT), e a hidrelétrica Salto Pilão, em Santa Catarina. Para o presidente da Votorantim Industrial, José Roberto Ermírio de Moraes, os projetos demonstram o compromisso que o Grupo tem com o desenvolvimento do país e com a geração de empregos. “O plano de investimentos do Grupo Votorantim acompanha o bom momento da economia brasileira, com o aquecimento da demanda interna, e projeta ainda um forte potencial de crescimento nos próximos anos”, afirma. Somente na área de cimento, as novas fábricas que já entraram em operação e as que entrarão em 2010, abastecerão o mercado com 5,25 milhões de toneladas adicionais por ano. Para os próximos dois anos, estão previstas a operação de mais cinco novas plantas de cimento, em Sepetiba (RJ), Vidal Ramos (SC), Baraúna (RN) e Imbituba (SC), além da expansão da central de produção de concreto em São Paulo, que irão contribuir para as obras de infraestrutura do país e para o crescimento do setor de construção. No segmento de celulose, já entrou em operação a maior fábrica integrada de celulose do mundo, com capacidade de produção de 1,3 milhão de toneladas por ano, no município de Três Lagoas. Também já começou a operar a siderúrgica de Resende (RJ), com capacidade de produção instalada de 1 milhão de toneladas de aços longos e 500 mil toneladas de aços laminados. A fábrica, localizada estrategicamente junto à Rodovia Presidente Dutra, permite o abastecimento dos dois principais mercados do país: São Paulo e Rio de Janeiro. Em energia, o início da operação de novos empreendimentos permitirá a geração de mais 275 MW para o sistema interligado, pelas hidrelétricas de Salto Pilão (SC) e Rio Verdinho (GO). O Grupo Votorantim possui atualmente uma capacidade de autoprodução de energia na ordem de 2.000 MW, que correspondem a 63% da necessidade do conglomerado.
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Deputados avaliam alternativas para reduzir impacto da Cota Zero
MEIO AMBIENTE

Deputados avaliam alternativas sobre impacto da Cota Zero

Campo Grande deve voltar a fazer parte das grandes competições vôlei
VIVAVÔLEI

Capital deve voltar a fazer parte das competições vôlei

Damares diz que vai rever  atuação de ONGs na Funai
AUDIÊNCIA PÚBLICA

Damares diz que vai rever
atuação de ONGs na Funai

Prefeito considera redução da atuação da guarda como retrocesso
DECISÃO JUDICIAL

Redução da atuação da guarda é retrocesso, diz Prefeito

Mais Lidas