segunda, 16 de julho de 2018

Cattleya nobilior ‘Campo Grande’

Votação para instituir orquídea como símbolo da Capital é adiada

23 DEZ 2010Por Silvia Tada e Bruna Lucianer02h:20

Ficou para o ano que vem a votação do projeto de lei que institui a orquídea Cattleya nobilior ‘Campo Grande’ a flor-símbolo da Capital. O assunto deve ser discutido em audiência pública, conforme informações do presidente da Câmara de Veredores, Paulo Siufi (PMDB). O projeto, de autoria do Executivo, foi encaminhado junto com um pacote de proposições, nesta semana, mas não foi analisado antes do início do recesso parlamentar.

A flor foi encontrada em um coqueiro, na década de 1970, em uma residência na Rua Pedro Celestino e logo a beleza chamou a atenção de Augusto Bacha, que passava diariamente pelo local. A planta foi analisada e se notou que ela tinha o formato e a cor diferentes das demais já vistas na região. Mudas foram produzidas e entregues a colecionadores. Hoje, estima-se que haja cerca de 20 plantas da cultivar ‘Campo Grande’.

O objetivo do projeto é que a flor seja considerada símbolo no município, vindo a atrair turistas e orquidófilos do mundo inteiro, além de estabelecer e valorizar mais uma identidade para o município.

Doação
Os vereadores aprovaram, ontem, a doação de área de 10,4 mil metros quadrados à Associação Sul-Mato-Grossense dos Membros do Ministério Público. No local será construída a sede social da entidade.

Leia Também