terça, 17 de julho de 2018

Votação escolhe o melhor do sertanejo

16 MAR 2009Por 13h:30
     

 

A Folha de S.Paulo solicitou a músicos, jornalistas e pesquisadores que indicassem quais são as mais belas canções do segmento sertanejo. O resultado foi publicado na edição de hoje do jornal. Em primeiro lugar ficou "Tristeza do Jeca" (Angelino de Oliveira), que teve sua mais famosa gravação registrada por Tonico e Tinoco em 1958. A canção foi escrita em 1918 e contou com diversas versões. Fez parte da comissão julgadora nomes como de Milionário e José Rico, Zezé di Camargo, o jornalista Luiz Antônio Giron, o músico e pesquisador Luiz Tatit, entre outros.

Na sequência, apareceram "O Menino da porteira" (Luizinho e Teddy Vieira), em segundo; "Chico Mineiro" (Tonico e Francisco Ribeiro), em terceiro; "Chalana" (Mário Zan e Arlindo Pinto), quarto lugar; "Cabocla Tereza" (Raul Torres e João Pacífico), em quinto; "A Moda da Mula Preta" (Raul Torres), em sexto, "Luar do sertão" (João Pernambuco e Catulo da Paixão Cearense), sétimo lugar; "Rio de Lágrimas" (Piracy, Lourival dos Santos e Tião Carreiro), em oitavo; "Pagode em Brasília" (Teddy Vieira e Lourival dos Santos), em nono; "Moda da Pinga" (Ochelsis Laureano e Raul Torres), em décimo.

Mato Grosso do Sul contou com músicos na relação. Almir Sater teve "Um violeiro toca" em vigésimo quarto e Geraldo Espíndola ficou em quadragésimo nono com "É necessário".

 

 

Leia Também