Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

ECONOMIA

Voos domésticos crescem 24% em Mato Grosso do Sul

Voos domésticos crescem 24% em Mato Grosso do Sul
15/07/2010 07:38 -


VERA HALFEN com AE

A demanda doméstica por voos cresceu 24% no primeiro semestre na comparação com o mesmo período do ano passado, em Campo Grande, segundo dados divulgados pela Infraero. A demanda de passageiros no Aeroporto Internacional de Campo Grande pulou de 449.657 nos primeiros seis meses de 2009, para 555.725 neste ano. A média diária de passageiros é de 3.090 em 60 voos. Por mês, são 92.620 passageiros que embarcam e desembarcam na Capital. As empresas que operam são Azul, Gol, TAM, Trip e Oceanair.

No País, o crescimento foi de 27,6% nos voos domésticos, no mesmo período, segundo os dados divulgados pela Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) na terça-feira. A expansão nas rotas internacionais, operadas por companhias brasileiras, chegou a 13,4% no mesmo confronto. Apenas em junho, houve aumento de 16,8% no mercado doméstico ante igual intervalo no passado e de 22,3% nas rotas internacionais.

De acordo com os dados, no segmento doméstico, a TAM segue líder, com uma fatia de 42,9% do mercado, ampliando a diferença em relação à principal concorrente, a Gol/Varig, que fechou o mês com 39,1% do total. No confronto com junho de 2009, a TAM registrou crescimento de 12,0% e a Gol/Varig, 8,3%.
A Webjet manteve a terceira posição no ranking, com 6,2% de participação em junho, seguida pela Azul (5,7%). Já o nível de ocupação nos voos domésticos registrou um pequeno recuo, de 65,44% em junho de 2009 para 64,53% no mês passado. Já nas rotas internacionais, subiu de 65,5% para 76,1%. Entre as companhias brasileiras que operam rotas internacionais, a TAM mantém a liderança, com 86,7% de participação, seguida pela Gol/Varig, com 13,5%.
O Brasil abrirá seu mercado de aviação doméstica para empresas provenientes da União Europeia que queiram explorar rotas que não estão em operação pelas companhias domésticas. O acordo foi fechado ontem em Brasília, com a presença do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o presidente da Comissão Europeia, José Manuel Durão Barroso.

Além da aviação civil, também foi fechado acordo na área de bionergia, não só entre Brasil e União Europeia, mas envolvendo também Moçambique. “O acordo proporciona a mais companhias aéreas voarem para o Brasil”, disse Barroso. A comissão que tratou da assinatura dos contratos não apresentou detalhes sobre os mesmos.

Felpuda


As pré-candidaturas bizarras estão se espalhando nas redes sociais, nos perfis de quem acredita que esse tipo de “campanha eleitoral” poderá resultar em votos e até levar à conquista de uma vaga na Câmara Municipal de Campo Grande. Se antes isso era visto apenas no horário eleitoral na TV, agora está se espalhado como erva daninha nas redes. Como diria vovó: “Esse povo ainda se acha!” Afe!