segunda, 16 de julho de 2018

250%

Volume de trabalhadores na indústria cresceu

26 JAN 2011Por DA REDAÇÃO14h:30

Com saldo de 10.096 empregos formais criados de janeiro a dezembro do ano passado, o setor industrial de Mato Grosso do Sul, composto pelas indústrias de transformação, de extrativismo mineral, de construção civil e de serviços de utilidade pública, alcançou um estoque total de 113.398 postos de trabalho, o que representa mais do que o triplo do número de trabalhadores que as indústrias do Estado tinham há 20 anos e mais do que o dobro da quantidade de funcionários do setor na década, conforme levantamento do Radar Industrial da Fiems com base nos dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) do Ministério do Trabalho e Emprego.

Enquanto em 1990 as cerca de 3,7 mil indústrias instaladas em Mato Grosso do Sul empregavam 32.398 trabalhadores, em 2000 as 5,2 mil empresas do setor contavam com 45.761 industriários e, no ano passado, as 9,5 mil indústrias fecharam o ano com 113.398 empregados, ou seja, aumento de 250% em 20 anos e de 148% na década. Já na comparação com o desempenho de 2009, quando as 9 mil indústrias instaladas no Estado empregavam 103.302 trabalhadores, o crescimento do ano passado foi de 10%, consolidando 2010 como o ano em que o setor manteve sua elevada participação sobre o saldo total de empregos formais criados no ano em nível estadual - 36,1% dos 27.975 novos postos formais de trabalho.

Ainda com relação à participação sobre o saldo total de empregos formais criados no Estado em 2010, a indústria ficou atrás, somente, do setor de serviços, que representou 36,4% ou 10.177 novos empregos. Na seqüência aparecem os setores de comércio com 7.436 vagas ou 26,6%, agropecuária com 340 vagas ou 1,2% do total de novos empregos criados em Mato Grosso do Sul no ano de 2010 e administração pública com uma queda equivalente a 0,3% ou 74 vagas a menos. Dessa forma, graças ao bom desempenho do setor industrial no ano passado, o Estado encerrou a primeira década do século 21 com o saldo acumulado de 551,5 mil postos formais de trabalho, o que indica uma elevação equivalente a 5,34% sobre o estoque total verificado ao fim de 2009.

Leia Também