Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

BAIXA PRODUÇÃO

Volks suspende contratos de trabalho por 3 meses

18 FEV 14 - 00h:00FOLHA PRESS

Com produção abaixo do normal e a fim de evitar demissões, a fábrica da Volkswagen em São José dos Pinhais, no Paraná, deve suspender o contrato de trabalho de 300 funcionários por até três meses.

O número corresponde a 12% dos trabalhadores da unidade.

A fábrica, que produz a linha Fox (Fox, Crossfox e Spacefox), teve queda na produção diária de automóveis, que pulou de 800 para 640 desde o final do ano passado.

A suspensão de trabalhadores ocorre quatro meses após o anúncio de um plano de investimentos de R$ 520 milhões para a ampliação da unidade. A partir do ano que vem, ela produzirá o Golf geração 7 -mas, desde o fim de 2013, deixou de fabricar o antigo Golf e, por isso, diminuiu sua atividade.

A Volks admite, em nota, que este é um "período de transição" e que há "baixa demanda de mercado". Mas afirma que "vê com confiança o futuro promissor" da fábrica paranaense.

Para o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Curitiba, Sérgio Butka, a empresa "demorou" para anunciar investimentos na planta do Paraná e reagir à competitividade do mercado.

"O único produto que produzimos hoje aqui, o Fox, perdeu mercado em virtude de outros lançamentos", diz ele.

"Tem que se pensar em um novo modelo que seja de entrada, para substituir o Fox. Senão, nos próximos anos, poderemos ter problema novamente nessa planta", completa.

Segundo Butka, outro fator que pode ter colaborado para a ociosidade da fábrica paranaense são as barreiras comerciais impostas pela Argentina, já que parte da produção é exportada para o país vizinho.

Assembleia

Os trabalhadores da Volks votaram ontem (17) a proposta de layoff, como é chamado o afastamento temporário.

Pelo acordo, os funcionários continuarão recebendo o valor do salário integral e terão garantia de retorno. No período de três meses, vão fazer cursos de qualificação profissional e receberão seguro desemprego.

A proposta havia sido aprovada nas duas primeiras assembleias, de manhã e à tarde, e seria votada novamente pelos funcionários do turno da noite.
Os 300 trabalhadores devem entrar em layoff entre março e agosto -150 pessoas a cada três meses.
 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Com temperaturas perto de 40ºC, umidade do ar despenca em MS
ALTAS TEMPERATURAS

Marcando quase 40ºC, umidade despenca em MS

'Avenida Brasil' será reprisada no 'Vale a Pena Ver de Novo'
NOVELA

'Avenida Brasil' será reprisada no 'Vale a Pena Ver de Novo'

Desaparecido desde sexta, homem é encontrado morto em rio
PONTA PORÃ

Desaparecido desde sexta, homem é encontrado morto em rio

Preço da gasolina volta a subir <br>após duas semanas em queda
APONTA ANP

Preço da gasolina volta a subir
após duas semanas em queda

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião