domingo, 15 de julho de 2018

CUIABÁ

Vítima de superbactéria morre em Mato Grosso

14 JAN 2011Por AGÊNCIA BRASIL18h:46

A Secretaria de Estado de Saúde de Mato Grosso confirmou hoje (14) o primeiro caso de Klebsiella pneumoniae carbapenemase, a superbactéria conhecida como KPC. A vítima é uma mulher de 22 anos, que foi transferida do Hospital Regional de Sorriso, no interior do estado, para o Hospital Júlio Müller, em Cuiabá. Com infecção generalizada, ela morreu na madrugada desta sexta-feira, na capital mato-grossense.

Por causa da morte da mulher, a Secretaria de Saúde interditou as unidades de tratamento intensivo dos dois hospitais. De acordo com a médica Marly Kawahara, do Hospital Regional de Sorriso, a paciente sofreu um processo chamado de colonização da KPC. “Há uma diferença entre colonização e infecção. A colonização é a presença de superbactéria na pele. Já a infecção ocorre na corrente sanguínea e é uma situação mais extrema e difícil de reverter".

As unidades de terapia intensiva dos dois hospitais estão sendo desinfectadas devido ao risco de disseminação da doença, que pode ocorrer pelo contato com mãos e secreção do paciente de KPC.

Segundo a médica, a paciente ficou internada por 40 dias no ano passado, com febre alta e mal-estar. “Não sabíamos o que ela tinha ao certo. Só sabíamos dos problemas pulmonares. Ela tinha saído do hospital e no fim do ano voltou muito mal. O primeiro procedimento que tomamos foi o isolamento da paciente”, contou Marly. “Como essa bactéria é do meio hospitalar, é preciso tomar muito cuidado, porque ela é muito resistente a antibióticos".

Leia Também