terça, 17 de julho de 2018

COMOÇÃO

Vítima de câncer, ex-jogador de Liverpool e Betis morre aos 23 anos

24 JUN 2012Por TERRA22h:00

Diagnosticado com um câncer pélvico e operado há um ano por causa da doença, o volante Miki Roqué, de 23 anos, morreu neste domingo. O jogador do Betis não resistiu ao tratamento que foi submetido desde a descoberta do tumor maligno e chocou os atletas espanhois ao ter o seu óbito pronunciado pelos médicos que cuidavam do seu estado de saúde.

Mesmo sem ter conseguido fama entre os astros que disputam o Campeonato Espanhol, Roqué gerou comoção no país e foi amparado por estrelas da Liga durante a sua recuperação. O volante chegou a receber homenagens dos jogadores do Barcelona e causou grande pesar nos atletas que integram a seleção nacional ao ser considerado morto neste fim de semana.

Concentrado para a disputa da Eurocopa, o lateral Sergio Ramos usou o Twitter para expressar a sua tristeza e prestar condolências aos familiares. "Como a vida é injusta. Acabo de saber da morte de Miki Roqué. Sem palavras. O mundo do futebol e as pessoas que gostam de você jamais te esquecerão", postou o atleta do Real Madrid.

Natural da Catalunha, Roqué foi revelado ao futebol no modesto Lleida. Após chamar a atenção em 2005, o jogador motivou o interesse de grandes clubes europeus e passou a defender o Liverpool. Depois de ser emprestado por diversas vezes, o atleta teve seu contrato com o time encerrado em 2009 e voltou para a Espanha.

Contratado para integrar o elenco do Betis B, o volante passou a ser relacionado no time principal a partir da temporada 2010/2011. No entanto, um simples exame de rotina apontou a existência de um tumor maligno em sua pélvis. Operado no dia 24 de maio de 2011, o atleta foi submetido a tratamento intensivo desde então e fez sua última aparição pública em 14 de janeiro deste ano, quando foi homenageado em uma partida entre Betis e Barcelona.

Leia Também