Campo Grande - MS, terça, 21 de agosto de 2018

ESPANHA

Villa faz 2, garante virada e é recordista de gols

25 MAR 2011Por g120h:08

A Espanha suou, mais conseguiu furar a retranca da República Tcheca nesta sexta-feira, em Granada, e disparou na liderança do Grupo I das eliminatórias da Eurocopa de 2012. Plasil abriu placar para visitantes, mas David Villa fez os gols da vitória de virada, por 2 a 1, e se isolou como maior artilheiro da história da Fúria. Agora, o atacante soma 46 gols com a camisa Espanha, dois a mais que Raúl, que até antes da partida dividia a honraria com o craque do Barcelona.

Com o resultado, a Espanha chegou a 12 pontos no Grupo I, seis a mais que os tchecos, que aparecem em segundo, a quatro rodadas do fim. Na próxima terça-feira, a República Tcheca recebe o lanterna Liechtenstein (zero ponto), enquanto a Fúria visita a Lituânia (quatro).

O jogo em Granada foi também especial para o meia Xavi, que completou 100 jogos pela seleção espanhola. O jogador do Barça é apenas o quarto na história a atingir tal marca. Ele fica atrás apenas do ex-goleiro Zubizarreta (126 jogos), do arqueiro Casillas (completou 118 partidas nesta sexta) e do atacante Raúl (ainda em atividade, porém longe da seleção desde 2006).

Desde o início, a Fúria tratou de partir para cima dos tchecos. O goleiro Peter Cech, em noite inspirada, trabalhou muito na etapa inicial. Ele salvou seu time em ao menos três oportunidades. Iniesta, em bela jogada individual, e Villa, duas vezes, obrigaram o camisa 1 a fazer grandes defesas.

Entrentanto, quem marcou foi a República Tcheca. Em uma das poucas vezes em que atacou, o time visitante balançou a rede. Aos 29, Plasil soltou uma bomba de fora da área. A bola entrou no cantinho, ainda batendo no poste à esquerda de Casillas.

Na volta para o segundo tempo, o técnico Vicente del Bosque ousou: sacou o volante Xabi Alonso e lançou o atacante Fernando Torres. El Niño, entretanto, não se achou em campo. Coube a David Villa, na base do ímpeto individual, buscar o empate. Aos 24, o atacante entrou driblando pela direita e, da entrada da área, bateu rasteiro, de canhota. Festa em Granada.

Empolgada, a Fúria foi para cima e buscou a virada. Aos 28, Iniesta arrancou pelo lado esquerdo da área e foi derrubado por Rezek. Villa foi para a cobrança e bateu no canto direito de Cech, que ainda tocou na bola, mas não evitou que ela entrasse.

Leia Também