Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

SOCOS E PONTA PÉS

Vídeo mostra confusão na OAB, confira

Vídeo mostra confusão na OAB, confira
21/02/2014 15:45 - DA REDAÇÃO


A briga ocorrida na manhã desta sexta-feira (21) durante reunião da Ordem dos Advogados do Brasil-Seccional de Mato Grosso do Sul (OAB-MS) foi registrada em vídeo por um dos participantes e mostra o clima tenso, xingamentos e provocações. 

A gravação foi feita depois que o ex-presidente da instituição, Carmelino Rezende e o conselheiro estadual Carlos Magno agrediram-se mutuamente, com trocas de socos e ponta-pés, segundo essa fonte.

"Gente! Que que é isso?", "Que que é isso, meu Deus?!", "A mesa virou" foram algumas das exclamações ouvidas, enquanto advogados discutiam e, outros pediam calma. Diante do tumulto, ouve-se o presidente da reunião anunciando o encerramento da sessão devido ao tumulto.

O vídeo mostra ainda um advogado gritando: "Tira a mão de mim!" a um colega que tenta acalmá-lo. Enquanto isso, algumas pessoas socorrem o conselheiro Carlos Saldanha Júnior que foi ferido no pé quando uma mesa quebrou.

Muitos gritos e murros na mesa são ouvidos.

O mesmo advogado troca farpas com Carmelino. O primeiro acusa o colega de "ficar rindo" o tempo todo e que "lugar de rir é no circo". Depois, muito irritado, deixa o local.

Já Carmelino, ao ver o advogado saindo, afirma que "Esse Carlos Magno, esse sujeito só vem aqui para provocar os outros".

O desentendimento aconteceu no momento em que advogados tentavam votar um item na sessão do Conselho Seccional da OAB/MS.

Testemunhas relatam que a reunião começou por volta das 9h desta sexta-feira (21), ocasião em que os conselheiros decidiram votar a ata da sessão anterior. Um dos itens, no entanto, tratava sobre a criação de uma comissão para apurar possíveis gastos indevidos feitos por parte do presidente da OAB/MS, Júlio César Rodrigues.

A confusão teve início porque alguns conselheiros queriam impedir a votação. 

Matéria editada para correção de informações

Felpuda


Prefeitura de município do interior de MS recebeu recomendação do Ministério Público do Estado no sentido de exonerar servidores comissionados, livres do cartão de ponto, que são parentes de secretários da administração e de vereadores. O nepotismo se tornou um excelente “negócio” por lá, e se até o dia 6 de agosto as devidas providências não forem tomadas, medidas serão adotadas, como ação por improbidade administrativa. Tem gente que não aprende mesmo, né?