quarta, 18 de julho de 2018

Vídeo Índio Brasil começa hoje na Capital

31 JUL 2010Por 10h:40
     

A 3ª Edição do Vídeo Índio Brasil (VIB) que vai contemplar em 2010 mais de 100 cidades distribuídas nos 26 Estados brasileiros e o Distrito Federal e terá Campo Grande (MS) como sede do projeto mais uma vez, será aberta hoje. Cidades do interior de MS também estão no circuito do projeto, são elas: Dourados, Bonito, Caarapó, Corumbá, Fátima do Sul, Jaraguari, Miranda, Nova Alvorada do Sul e Rio Brilhante. O festival começa neste sábado (31 de julho) e segue até o dia 07 de agosto, dias em que serão exibidos 15 filmes e vídeos com temática indígena. Na programação da Capital de Mato Grosso do Sul ainda estão o seminário "A Imagem dos Povos Indígenas no Século 21" com debates diários; oficina audiovisual direcionada aos indígenas, lançamento de livros, exposição de fotos Ava Marandu e também de artesanato ? tudo com entrada franca. Desde 2008 o VIB é realizado em Mato Grosso do Sul, Estado com a segunda maior população indígena do país.

Em Campo Grande o projeto será realizado em 4 locais. No CineCultura (Pátio Avenida: Avenida Afonso Pena, 5.420, Bairro Chácara Cachoeira) com a exibição dos filmes e vídeos diariamente às 19h30min e reapresentação no dia seguinte às 17h30min; Aldeia Marçal de Souza (Rua Terena, 105, Bairro Tiradentes) com sessões às 19h; Instituto Delta de Educação (Rua Irã, 102, Jardim das Acácias) às 9h30min e 15h30min e OnG Saúde, Educação e Cidadania ? Vitória Régia (Avenida Afonso Pena, 2.081, Centro) às 9h, 15h e 19h. São temas das produções audiovisuais o cotidiano nas comunidades, as histórias que explicam a origem das coisas sob a ótica das diferentes culturas indígenas, o conflito de terras, interferência da cultura do não índio, as festas e rituais realizados ou que se perderam no passado. Curtas, médias e longas-metragens formatados em documentários, ficção e animação estão no programa de exibição deste ano selecionado pela curadoria que recebeu mais de 80 produções de todo o país.

Seminário

O seminário "A Imagem dos Povos Indígenas no Século 21" também acontece no CineCultura de domingo (dia 1/07) a sábado (dia 7/08) sempre às 14h30min, com a participação de cineastas indígenas, pesquisadores, jornalistas, indígenas representantes de iniciativas como o Índios On-Line (BA), a TV Intertribal (DF), Vídeo nas Aldeias, com o coordenador do projeto Vicent Carelli (PE), e do secretário da Identidade e da Diversidade Cultural, Américo Córdula. Entre os temas abordados estão "A imagem do índio no Brasil, das caravelas ao século 21"; "A televisão brasileira e o espaço para a difusão de conteúdos audiovisuais indígenas"; "O papel da mídia impressa e o espaço reservado às questões indígenas" e "A internet e o audiovisual: ferramentas de fortalecimento, registro e difusão das culturas indígenas".

 

Oca

Uma Oca Multiétnica que imita uma habitação indígena coberta com o trabalho dos Terena e com pinturas produzidas por índios Kadiwéu foi montada em frente ao CineCultura e vai funcionar como uma extensão da sala de cinema onde serão exibidos vídeos. Vai abrigar ainda exposições e espaço para a imprensa.

Oficina

A oficina de produção audiovisual será realizada na Universidade Católica Dom Bosco (UCDB) das 8h às 12h e das 13h30min às 17h30min. A carga horária é de 64 horas distribuídas em 8 dias de curso. São dois módulos com os conteúdos: produção, edição, montagem, fotografia, som, roteiro, captação de recursos e elaboração de projetos audiovisuais. Participam 25 indígenas de aldeias de Mato Grosso do Sul e de Mato Grosso. Ao longo da oficina serão produzidos 4 curtas-metragens que serão exibidos na Oca Multiétnica no último dia do Vídeo Índio Brasil 2010. Programação em outras cidades

Interior de MS

Nas cidades do interior de Mato Grosso do Sul a programação acontece em Dourados no anfiteatro da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD) e em Casas de Rezas das Escolas das Aldeias Indígenas Jaguapiru e Bororó. Em Bonito, acontece na Associação Amigos do Brazil Bonito; em Caarapó na Aldeia Te?yikue e em Corumbá no Moinho Cultural Sul-Americano. Ainda participam do VIB, as sul-mato-grossenses Fátima do Sul, Jaraguari, Miranda, Nova Alvorada do Sul e Rio Brilhante. Debates sobre a questão indígena também serão realizados.

Brasil

No país, as cidades que vão exibir a programação do Vídeo Índio Brasil 2010 estão distribuídas entre as capitais dos Estados, como Cuiabá (MT), Porto Velho (RO), Boa Vista (RR), Fortaleza (CE), Natal (RN), João Pessoa (PB), Rio Branco (AC), São Luís (MA), Macapá (AP), Porto Alegre (RS) mais cidades interioranas. Há ainda municípios com expressiva população indígena: além de Dourados, constam cidades como São Gabriel da Cachoeira, na Amazônia. Os municípios espalhados pelo Brasil também farão debates.

Todas as atividades do Vídeo Índio Brasil terão entrada franca. Para saber mais sobre o projeto, assistir vídeo de apresentação, obter fotos e ver a lista completa de cidades participantes, visite o site: www.videoindiobrasil.org.br.

Leia Também