Campo Grande - MS, terça, 14 de agosto de 2018

RIO DE JANEIRO

'Vi crianças feridas', diz funcionária de escola invadida

7 ABR 2011Por G108h:57

Uma funcionária da Escola Municipal Tasso da Silveira, em Realengo, na Zona Oeste do Rio, invadida por um suspeito que efetuou vários disparos por volta das 8h desta quinta-feira (7), afirmou que viu várias crianças feridas no local.

“O cara entrou, foi para o terceiro andar e começou a atirar. As crianças disseram que foi pai de aluno. Vimos muitas crianças carregadas, desacordadas, baleadas”, disse ela, que preferiu não se identificar.

A funcionária disse que não soube de nenhum funcionário ferido, apenas crianças. “Começamos a ouvir tiros. Com o eco, parecia que uma coisa estava desabando. Todo mundo correu. Depois, a professora chegou dizendo que o cara chegou atirando em uma sala. Foi um desespero”, afirmou ela, que ouviu de bombeiros a informação de que há mortos no local.

Segundo os bombeiros, cerca de 15 pessoas ficaram feridas, entre funcionários e estudantes. Eles estão sendo levados para o Hospital Albert Schweitzer.

De acordo com as primeiras informações do subcomandante do batalhão, major José de Paula, o homem seria o pai de um aluno que entrou atirando na escola. Não se sabe a motivação dos tiros.

A subsecretária municipal de Educação do Rio, Helena Bomeny, está a caminho do local.

Leia Também