Domingo, 18 de Fevereiro de 2018

caráter irrevogável

Vereador suspeito pede desfiliação partidária

2 DEZ 2010Por Fábio Dorta, Dourados01h:30

O vereador Sidlei Alves, ex-presidente da Câmara Municipal de Dourados, pediu desfiliação do DEM em caráter irrevogável. Ele foi preso no último dia 1º de setembro na Operação Uragano da Polícia Federal, afastado do cargo pelo Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul (TJ-MS) e ontem, renunciou ao mandato.

O documento com o pedido de desfiliação foi entregue anteontem ao presidente do diretório municipal do DEM, o ex-deputado federal Waldir Guerra. "Nós recebemos o pedido do Sidlei, o acatamos e registramos em ata. Para o partido ele está oficialmente desfiliado, agora vamos comunicar à Justiça eleitoral".

O DEM pediu o afastamento dos vereadores presos na Operação Uragano enquanto o processo tramita na justiça. Marcelo Barros e Paulo Henrique Bambu, que estão respondendo ao processo em liberdade, serão notificados nos próximos dias. "Eles também serão informados desta tomada de posição da executiva estadual", informou.

Leia Também